A CCXP 2019 foi das minas

As mulheres foram protagonistas na sexta e maior edição do festival geek em São Paulo

Beatriz Amendola, Felipe Pinheiro, Guilherme Machado, Leonardo Rodrigues e Renata Nogueira Do UOL, em São Paulo
UOL

A total entrega do público diante de Margot Robbie e suas colegas de elenco de Aves de Rapina, no primeiro dia desta CCXP 2019, deu o tom do que viria pelos três dias seguintes: um evento que foi dominado pelas mulheres do começo ao fim - com um encerramento apoteótico que trouxe a atriz Gal Gadot e a diretora Patty Jenkins para a estreia mundial do trailer de Mulher-Maravilha 1984.

Do chão da feira - onde circulavam muitas Arlequinas, Mulheres-Maravilha, Reys e Viúvas Negras em meio a atrações gigantescas dedicadas a seus filmes - aos painéis, que contaram também com as presenças Daisy Ridley (a Rey de Star Wars), Alba Flores e Esther Acebo (a Nairóbi e a Estocolmo de La Casa de Papel), as minas foram as grandes estrelas de um dos maiores eventos geek do mundo. Os dias de "clube do bolinha" ficaram mesmo para trás.

Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

Girl Power do começo ao fim

Mensagens de força e empoderamento foram constantes durante os painéis da CCXP. Produtora e grande estrela de Aves de Rapina, Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa, Margot Robbie trouxe para a CCXP os minutos iniciais do longa, que mostram a anti-heroína lutando para estabelecer sua própria independência após terminar seu relacionamento nada saudável com o Coringa. E aproveitou para mandar um recado daqueles.

O feminismo não é só para as mulheres. O feminismo é para os caras também

Esther Acebo comemorou o protagonismo dado às mulheres na terceira parte de La Casa de Papel, e adiantou que essa tendência vai se manter na quarta temporada, que estreia em 2020. "As mulheres no mundo e na vida estão fazendo suas coisas, e não apenas acompanhando os homens. É incrível poder ajudar nesta luta, mesmo que um pouquinho, com a Estocolmo, que é mulher, mãe e está trabalhando pelo assalto como qualquer outro no grupo", disse a atriz espanhola.

Alba Flores, por sua vez, vestiu um xale onde se lia, em inglês, "meu corpo, minhas escolhas". Darko Peric, o Helsinki, fez coro às colegas, lembrando uma frase famosa de Nairóbi: "O matriarcado está aqui".

Mariana Pekin/UOL Mariana Pekin/UOL

Cenas inéditas? Temos sim!

Estúdios mostraram trailers exclusivos e a gente conta tudo pra você!

Rolê geek continua! O que fazer em SP depois da CCXP

Instagram/Reprodução Instagram/Reprodução

Apareceu sem avisar!

O convidado surpresa desta edição da CCXP não foi tããão surpresa assim. Havia uma suspeita no ar de que Henry Cavill poderia pintar por aqui. Já sabíamos que o ator estava na Argentina dias antes de chegar ao Brasil, onde abriu o painel da Netflix, no domingo, anunciando a aguardada série The Witcher.

E em tempos de polarização, o ator usou os ensinamentos tirados de The Witcher para passar uma mensagem. "O que penso sobre The Witcher, tanto os livros, como o videogame e a série, é que é uma história sobre respeitar as pessoas, independentemente de onde elas são. É muito mais fácil sentir coisas ruins porque discordamos dos outros, mas é importante respeitar as diferenças e amar uns aos outros por mais que sejamos diferentes".

ler mais
Divulgação Divulgação

Mas teve desfalque também

Em eventos de grande porte, imprevistos acontecem, não tem muito jeito. Iain Glen, o eterno Jorah Mormont de Game of Thrones e também o Bruce Wayne da série Titãs, ficou preso nas gravações de um filme na Itália e não conseguiu embarcar para o Brasil a tempo de seu painel, na quinta-feira.

No domingo, os "furões" foram dois. Michael Bay, diretor de Esquadrão 6, da Netflix, que não deu as caras, diferentemente do que foi prometido. Já Dafne Keen, revelação da série His Dark Materials, da HBO, gravou um vídeo fofo se desculpando pela ausência.

Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

Foi briga de gigantes!

Warner, Disney e Netflix fizeram os melhores estandes da feira

Nem todo mundo que foi à CCXP 2019 conseguiu um assento para ver de pertinho estrelas como Margot Robbie, Gal Gadot, Daisy Ridley e Ryan Reynolds. Mas deu para se sentir pertinho de seus personagens favoritos nos estandes dos estúdios, com atrações bem concorridas - e que valeram o perrengue, porque foram bem divertidas.

ler mais

Marvel é cinema ou não é? Geeks respondem

Felipe Pinheiro/UOL Felipe Pinheiro/UOL

Todos querem Baby Yoda

Ninguém se importa que ele seja chamado de The Child em Mandalorian, nova série derivada do universo de Star Wars que ainda não está sendo exibida (legalmente) no Brasil. O Baby Yoda chegou para ficar: seja em memes, figurinhas do WhatsApp ou em produtos à venda durante a CCXP. Ilustradores que participaram do Artist's Alley levaram suas versões do adorável bichinho e lojas faturaram em cima do hype do boneco.

ler mais
Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

Saiu da bolha

Quem disse que só de nerds se faz uma CCXP? O evento cresceu tanto nos últimos seis anos que atraiu nomes como a modelo e fisiculturista Gracyanne Barbosa, que desfilou pelos corredores da São Paulo Expo fazendo cosplay de Mulher-Maravilha. Outra que deu as caras foi a modelo Vivi Fernandez, (lembra dela?), que visitou o estande do SBT e ainda fez a Mortícia Addams.

ler mais
Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

Ih, deu ruim!

Em um evento gigante como a CCXP, é claro que algumas coisas saem dos eixos

Ryan Reynolds, que veio ao Brasil para divulgar Free Guy e Esquadrão 6, por pouco não se machucou. Ao passar pela arena do Omelete, o astro, mais conhecido por viver o Deadpool, tentou se aproximar do público, que derrubou uma série de grades em cima dele. Sorte que ele está bem treinado e pulou de volta para o palco, sem maiores danos. Mas foi um susto!

Além disso, os velhos problemas que envolvem um evento deste porte: filas enormes, painéis lotados, falta de lugares para descansar, opções ruins de comida, além de preços altos. Descrevemos todos o pior da experiência aqui.

ler mais

CCXP 2019: Fãs derrubam grade em cima de Ryan Reynolds

Amauri Nehn/Brazil News Amauri Nehn/Brazil News

Política também deu as caras na CCXP

Além de cosplays, séries e filmes, o segundo dia da CCXP 2019 foi marcado pelo coro de "ei, Bolsonaro vai tomar no c*". Os temas políticos tomaram conta do painel do Globoplay, comandado pelo humorista Fernando Caruso, famoso por imitar o presidente no Zorra, e ainda relembrou da frase icônica de Titi Müller no Rock in Rio deste ano. "Vocês estão pedindo Anitta?", brincou.

Intérprete de um dos vilões mais famosos dos últimos anos, Mateus Solano, que viveu Félix em Amor à Vida (2013), também falou sobre política no painel onde esteve.

Fábio Assunção, que conhece bem o drama do vício em drogas, fez um discurso sobre a importância de levar o tema "à mesa da família brasileira". "Tenho a oportunidade de tratar de algo que faz parte da minha vida na forma de dramaturgia, não da minha imagem roubada, mas de forma legítima. Conheci vários lados dessa história", afirmou.

ler mais

"É só olhar para o nosso governo que a gente vê que os brasileiros gostam de um vilão. E não é de hoje"

Mateus Solano

Amauri Nehn/Brazil News Amauri Nehn/Brazil News

TV aberta de olho na CCXP

Nem só de TV a cabo e streaming vive a CCXP, e prova disso foram os estandes do SBT - que passou os dias lotados com atrações como Ivo Holanda, rodada de Torta na Cara comandada por Celso Portiolli e uma reprodução da vila do Chaves - e do Globoplay, cuja programação focou mesmo foi na grade da tradicional da emissora, com painéis dedicados aos 25 anos de Malhação e à novela O Clone. De olho nessa movimentação, nosso colunista Chico Barney também escreveu sobre essa aproximação da massa com a galera da cultura pop.

ler mais
Mariana Pekin/UOL Mariana Pekin/UOL
Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

A maior CCXP (de novo!)

No ano passado, evento comemorou marca de 262 mil; em 2019, foram 280 mil

  • Público - 280 mil pessoas
  • Tamanho do espaço - 115 mil m²
  • 15 estúdios
  • 35 lojas
  • 55 marcas
  • 42 restaurantes
  • Média de gasto por visitante: R$ 325
  • 150 toneladas de alimentos servidos

* Informações divulgadas pelo evento

Mariana Pekin/UOL Mariana Pekin/UOL

UOL Geek Awards

Agora é a sua hora de votar!

Mas ainda não acabou! Você ainda pode dar seus pitacos no UOL Geek Awards. Navegue pelas categorias e vote em quem se destacou na CCXP em 2019.

ler mais

Curtiu? Compartilhe.

Topo