PUBLICIDADE
Topo

Alba Flores avisa: Fãs de Nairóbi sofrerão na parte 4 de La Casa de Papel

Painel de La Casa de Papel no último dia da CCXP 2019 - Renata Nogueira/UOL
Painel de La Casa de Papel no último dia da CCXP 2019 Imagem: Renata Nogueira/UOL

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

08/12/2019 14h12

A parte 3 de La Casa de Papel terminou em um momento decisivo, quando Nairóbi é atingida por um atirador da polícia ao ser atraída para a janela do Banco da Espanha para ver seu filho, em uma armação cruel da inspetora Alicia. E pelo jeito as notícias para os fãs da personagem na parte 4 de La Casa de Papel - que chega à Netflix em 3 de abril de 2020 - não são tão boas assim.

"Acredito que nesta temporada os roteiristas vão contra as expectativas, assim como na anterior. Quem gosta da Nairóbi vai sofrer, mas espero que gostem do nosso trabalho mesmo assim", adiantou Alba Flores sobre o destino de sua personagem, sem dar mais detalhes. A atriz está em São Paulo ao lado de outros quatro colegas de elenco para divulgar novidades da série espanhola na CCXP (Comic Con Experience), no São Paulo Expo.

Alba Flores foi uma das mais ovacionadas ao entrar hoje no Auditório Cinemark lotado. Reação comparável apenas com a recepção de Pedro Alonso, intérprete de Berlim, um dos personagens mais queridos da série. O ator retribuiu conversando com o público em vários momentos em português e demonstrando sua preocupação com as pessoas que dormiram nas filas só para vê-los na CCXP.

Gritos precediam cada fala dos atores. Esther Acebo, a Estocolmo, não segurou a emoção e chegou a chorar antes de responder a uma pergunta. Ela ainda celebrou o protagonismo que as mulheres estão ganhando em La Casa de Papel a cada nova temporada.

"As mulheres no mundo e na vida estão fazendo suas coisas, e não apenas acompanhando os homens. A Estocolmo é mulher, mãe e está trabalhando pelo assalto como qualquer outro no grupo", disse a atriz espanhola. Darko Peric, o Helsinki, também comemorou. "El Matriarcado está aqui", completou o ator, que veio ao painel com uma camiseta do álbum Brasil, do Ratos de Porão, depois de um encontro com João Gordo ontem.