PUBLICIDADE
Topo

CCXP: Saiba como são as cenas da nova animação Dois Irmãos, da Pixar

Painel da animação Dois Irmãos, da Pixar, durante o terceiro dia da CCXP 2019 - Diego Padilha/Divulgação
Painel da animação Dois Irmãos, da Pixar, durante o terceiro dia da CCXP 2019 Imagem: Diego Padilha/Divulgação

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

07/12/2019 14h41

A premissa de Dois Irmãos, a nova animação da Pixar, é tocante. Os órfãos que não tiveram a oportunidade de conviver com o pai partem em uma viagem perigosa e aventureira atrás de uma única chance de ressuscitá-lo e ter algumas horas ao lado dele. Mas a história real por trás da que parece bastante fantasiosa é ainda mais bonita. Com os olhos marejados, o diretor Dan Scanlon contou para um auditório lotado na CCXP (Comic Con Experience), em São Paulo, que se inspirou na sua própria família para criar o universo dos irmãos Ian e Barley.

"Meu pai morreu quando eu era muito pequeno. Então minhas únicas recordações dele eram de fotos e vídeos estáticos, sem áudio. Eu não conseguia lembrar, por exemplo, como era a voz dele." Tudo mudou quando uma tia achou uma fita em que tinha um pequeno trecho do pai dele falando, e o filho finalmente pôde ter um contato mais próximo com o pai. O áudio, assim como fotos da infância do diretor ao lado da família, foram exibidos no telão, antes de um trecho inédito do filme de aproximadamente 15 minutos, dividido em três vídeos com diferentes cenas.

Adaptada, a animação da Pixar, que em português se chama Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica, chega aos cinemas somente em 5 de março de 2020 com um elenco de vozes bastante estrelado. Tom Holland é Ian, o irmão caçula, e Barley, o mais velho, é interpretado por Chris Pratt. Laurel, a mãe deles, ganha a voz da comediante Julia Louis-Dreyful enquanto Octávia Spencer dá voz a Manticore, que os irmãos encontram durante a jornada.

ATENÇÃO: não prossiga com a leitura caso você não queira saber detalhes do filme

O que vimos

Na primeira cena exibida na CCXP, a mãe dos rapazes entrega um embrulho para eles e explica que aquilo era um presente do pai para Ian, que ele pediu que só lhe fosse dado quando ele fizesse 16 anos. Curiosos, os irmãos desembrulham o pacote e descobrem um enorme cajado, acompanhado de uma pedra mágica e dois papéis com explicações sobre o feitiço da visitação.

Trecho da animação Dois Irmãos, da Disney Pixar - Reprodução/Youtube/Walt Disney Studios BR - Reprodução/Youtube/Walt Disney Studios BR
Imagem: Reprodução/Youtube/Walt Disney Studios BR

Caso consigam completar o feitiço, os irmãos terão a chance de ter o pai de volta por 24 horas. Barley, o irmão mais velho, faz diversas tentativas de botar o feitiço em prática, mas o cajado parece não funcionar mais por causa do tempo. Desanimado em pleno aniversário, Ian passa a repetir as palavras mágicas baixinho, até perceber que é ele quem tem o dom de trazer o pai de volta, já que por ser mais novo não tinha tido nem a chance de conhecê-lo.

Quando o pai começa finalmente a tomar forma na sua frente, o irmão mais velho surge e atrapalha a magia. Assim, eles ficam apenas com as pernas do pai presentes. Para conseguir terminar o resto do corpo e ter a chance de ouvir a voz e interagir com o pai, eles partem em uma jornada em busca de outra pedra mágica que os ajudará a concluir o feitiço.

Para achar a pedra, eles se baseiam em cards de RPG do irmão mais velho, que acompanha Ian na jornada para encorajá-lo. As pernas do pai também seguem com eles, em uma parte bastante cômica da animação em que eles recriam a parte de cima do pai e que faz lembrar bastante o clássico filme Um Morto Muito Louco (1989).

Pop Drops: Bancada comenta Margot Robbie e Aves de Rapina

UOL Entretenimento

À espera de Star Wars

Apesar do privilégio de assistir a um bom trecho da animação com antecedência e os momentos de emoção que rolaram no painel, o público da CCXP não demonstrou tanta empolgação assim. Isso porque boa parte dos mais de 3.000 presentes estão desde as 10h dentro do auditório à espera de dois momentos da convenção que prometem ser épicos. A presença do diretor e do elenco de Star Wars, que estão no Brasil para divulgar o último filme da franquia. Prova disso é que parte do público reagia balançando sabres de luz a cada pedido de interação dos convidados com a plateia.

Alguns presentes, inclusive, aproveitaram a sessão cinema para tirar uma soneca, já que todos que entraram no auditório viraram a noite no estacionamento do São Paulo Expo apenas para garantir um lugar. O Auditório Cinemark ainda recebe hoje Ryan Reynolds divulgando o filme Free Guy e o chefão da Marvel Kevin Feige, que vai trazer novidades para a Fase 4 do estúdio nos cinemas.