Topo

Coluna

Chico Barney

Troféu Chico Barney: Bailarina do Faustão do ano e outros destaques

Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

22/12/2017 04h00

Em sua primeira edição, o Troféu Chico Barney tem como objetivo premiar os grandes destaques da cultura popular brasileira. Enquanto não acertamos a transmissão do evento com alguma emissora, acompanhe abaixo quem foram os vencedores nas oito categorias.

Categoria Destaque da TV

Isis Valverde

Divulgação/Ag News
Imagem: Divulgação/Ag News

Por mais que Juliana Paes e Paolla Oliveira tenham protagonizado a novela e, posteriormente, um emocionante confronto psicológico nas premiações, ninguém brilhou mais do que Isis Valverde. Sua personagem em "A Força do Querer" era dona de noções morais bastante discutíveis, além de sereia.

O reconhecimento, apesar de tardio, chega em boa hora. Isis precisará de muitas energias positivas para cantar a melô do sereísmo ao lado de Roberto Carlos em seu especial de fim de ano.

Leia mais: Isis Valverde é a grande atriz de "A Força do Querer"

Categoria Revelação do Ano

Maria Joana

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo

Em um exíguo espaço de três meses, a atriz foi de "quem é essa mulher?" para "pelo amor de Deus, deixem essa cidadã protagonizar todas as novelas da Globo a partir de agora". Não me lembro de ninguém que tenha merecido tanto uma guinada na carreira graças ao quadro "Dança dos Famosos" do "Domingão do Faustão".

Maria Joana deu um espetáculo na pista de dança, com seu adorável sorriso de quem sabe mais do que pode contar. Espero que já exista uma fila de autores e diretores em busca de sua luminosa presença nas próximas produções --e que ela não invente de perder tempo com séries que ninguém se importa.

Categoria Bailarina do Faustão do Ano

Natacha Horana

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Foi um ano interessante para o Balé do Faustão. Tivemos o retorno de Ana Flávia Simões, a ascensão de Tainá Grando como protagonista de 90% dos clipes de funk, Ana Paula Guedes brilhando na faculdade de engenharia e a saída de Lorena Improta, agora uma youtuber de renome internacional.

Natacha Horana recebe o Troféu Chico Barney graças a um desempenho fora de série. Começou o ano escondida, lá perto do corredor que dá acesso ao palco, mas foi galgando seu espaço: deu entrevistas bombásticas para a RedeTV!, transformou seu Instagram em um dos eventos mais concorridos da década e agora já está trabalhando como repórter e fazendo merchans. Por mim, tudo bem.

Categoria Personalidade da Mídia do Ano

Marcos Harter

Reprodução/Record
Imagem: Reprodução/Record

Marquinhos do Hospitalar, o homem que queria ganhar dinheiro em reality shows para provar que o dinheiro de reality shows é sujo. Ou algo assim. Isento de qualquer sentido, o nobre doutor azucrinou o povo brasileiro do começo ao fim de 2017.

Se não faturou nenhum dos milhõezinhos que tanto buscou, que sirva de consolo este humilde Troféu Chico Barney. Fica como resolução de ano novo, contudo, não assistir a mais nenhum programa que conte com a presença do nobre doutor.

Leia mais: Derrota de Marcos mostra que o Brasil ainda tem salvação

Categoria Música do Ano

Studio 10 - "Fala pro Papai"

Certamente o mais impactante sucesso do ano, que infelizmente não conseguiu quebrar com mais vigor as barreiras regionais. Ainda é tempo de alegrar suas festas com o verdadeiro hit de 2017.

Categoria Intérprete do Ano

Gleyfy Brauly

A Coluna Chico Barney foi um dos primeiros veículos a exaltar o carisma de Gleyfy Brauly. O único crooner possível dessa distopia tropical em que vivemos foi fundamental ao longo dessa mais recente volta que o planeta Terra deu em torno do sol.

Para celebrar, relembre a eloquente interpretação que Gleyfy fez para o hit do ano, com direito a um frango assado dançando freneticamente na TV Cidade Verde.

Categoria Internauta do Ano

Felipe Neto

Divulgação
Imagem: Divulgação

Ninguém entendeu a internet melhor que o Felipe Neto. Consagrou-se como o maior e mais longevo ícone do YouTube nacional, trouxe o irmão para as luzes da ribalta, comprou uma mansão que também é um evento multimídia e ainda se estabeleceu definitivamente como a nova Rainha dos Baixinhos. Além de montar uma franquia de coxinhas, fazer a Globo rever os próprios KPIs (as métricas para saber se suas estratégias estão dando certo) e patrocinar o time do coração, claro.

Foi um ano perfeito para Felipe. Merece todo o reconhecimento.

Categoria Sérgio Hondjakoff

Sérgio Hondjakoff

Foi um período animado para o eterno Cabeção da "Malhação". Começou o ano com o lançamento do filmaço "Flores de Maria", em que nosso herói entrega uma apaixonada e cativante interpretação dramática. Com a crise que assola o Brasil, partiu rumo aos Estados Unidos em busca de novas emoções. E agora retornou com uma campanha genial de uma marca de carros, contando ainda com a presença de Joselito do "Hermes e Renato".

Que seja o prenúncio de um 2018 absolutamente fascinante. Ele merece!

***

Aproveito o ensejo para agradecer a todos pelas inúmeras mensagens de carinho ao longo dessa primeira temporada da Coluna Chico Barney. Sem o apoio dos queridos leitores, nada disso teria sido possível.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!