Topo

Filmes e séries


Veneza: Doc de Bárbara Paz sobre Babenco e filme de realidade virtual representam Brasil

Cena do filme Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou - Arquivo pessoal
Cena do filme Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou Imagem: Arquivo pessoal

Caio Coletti

Do UOL, em São Paulo

25/07/2019 10h37

Duas produções brasileiras entraram na seleção oficial do Festival de Cinema de Veneza, anunciada hoje. A primeira é o documentário Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, dirigido por Bárbara Paz. O longa será exibido na mostra Venice Classics.

O filme traça um paralelo entre a arte e o câncer que o cineasta Hector Babenco enfrentou em seus últimos anos, revelando medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida.

A produção é a estreia de Bárbara Paz como produtora e diretora de um longa-metragem. "O filme é um poema visual, minha ode para Hector", comenta ela. "É também minha despedida para ele".

"A partir dos meus olhos se revelam o homem interior e seu amor pelo cinema, amor este que o ajudou a manter-se vivo por tantos anos. Ele morreu bem como viveu, filmando até o fim" completa.

Cena do filme em realidade virtual A Linha - Divulgação
Cena do filme em realidade virtual A Linha
Imagem: Divulgação

Novas fronteiras

Enquanto isso, A Linha representa o Brasil na seleção de produções de realidade virtual. Com a voz de Rodrigo Santoro, o filme convida o público para conhecer a São Paulo da década de 40, onde acompanhamos a história de Rosa e Pedro, dois bonecos de maquete.

É a primeira vez que um título nacional entra na seleção de realidade virtual. "É uma oportunidade única de utilizar um novo meio de comunicação e criar a linguagem e os padrões dele junto com qualquer outro país do mundo", define o diretor Ricardo Laganaro.

"No Brasil, não podemos deixar esse momento passar e correr o risco de reproduzir o abismo que já existe em outras indústrias de entretenimento. Estar no Festival de Veneza comprova que podemos ser protagonistas desse momento, dessa revolução", explica ainda.

O Festival de Veneza ocorre entre os dias 28 de agosto e 7 de setembro.