Topo

Como um jovem ator de Chiquititas virou funkeiro e fez versão de Old Town Road

O MC Jottapê, ao centro - Rodrigo Pavan/Divulgação
O MC Jottapê, ao centro Imagem: Rodrigo Pavan/Divulgação

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

25/07/2019 04h00

Já são 16 semanas de Old Town Road, o trap country de Lil Nas X, no topo das paradas musicais. E recentemente a música ganhou uma versão brasileira e em ritmo de funk. Sentou e Gostou está com 22 milhões de visualizações no YouTube e segue crescendo, com uma letra sacana escrita em cinco minutos pelo MC JottaPê.

O mais curioso é que JottaPê, para quem não se lembra, foi figurinha constante nas telas de TV como ator mirim e adolescente, nos anos 2000 e 2010. João Pedro Carvalho, hoje de 19 anos, foi o Janjão de Chiquititas, o Jerônimo de Avenida Brasil e esteve em Acquária, com Sandy e Júnior. E ele ainda vai aparecer como protagonista de Sintonia, primeira série inspirada pelo funk na Netflix.

Nos últimos anos, o paulistano que mora na Vila Brasilândia, zona norte da cidade, já vinha investindo no funk e tem outras duas músicas com mais de um milhão de audições no Spotify. Mas foi seu vício em Old Town Road que mudou sua carreira.

"Eu estava viciado, escutava Old Town Road todo dia. E pensei: 'Ninguém fez uma versão brasileira disso...'. Funk tem muito disso, de fazer versões, então eu peguei, fiz a letra e chamei o MC M10 para cantar junto e o DJ RD", conta JottaPê, agenciado por KondZilla.

Acostumado a trabalhar com mais calma nas canções, por dois a três dias, o jovem viu que não tinha tempo a perder. "Fiz a letra em 5 minutos, com a ideia que eu tive ali na hora. Eu vi que tinha que fazer rápido, então falei com o Ferrugem, que cuida do estúdio do KondZilla, e a gente produziu em duas, três horas. Hoje tem que ser assim, se você ficar moscando, outro vai ter a ideia. Ainda mais no funk", diz ele.

JottaPê admite que a repercussão foi bem maior que a esperada. "Achei que ia dar bom, mas não esperava tanto, é minha primeira música com tantos acessos. Agora já tem rolado muitos convites, tenho feats marcados com gente da KondZilla e outros artistas e tem muito show. A agenda está cheia. Antes era de sexta a domingo, e agora os shows já estão começando na quarta", contou o funkeiro, que se apresenta mais em São Paulo, mas já programa viagens a Goiânia, Porto Alegre e Mato Grosso.

Da TV para o funk

JottaPê está no meio artístico desde os 3 meses de idade, quando, ainda bebê, fazia publicidade. Entre os trabalhos que alavancaram sua carreira estão o filme O Menino da Porteira, em que foi o protagonista, e fazer o vilão de Chiquititas Janjão. Com a presença no SBT, em 2014, o jovem começou a ter fãs e realizar alguns pocket shows.

Janjão (João Pedro Carvalho) sempre arranjava encrenca com os garotos do orfanato em "Chiquititas" - Lourival Ribeiro/SBT
Janjão (João Pedro Carvalho) sempre arranjava encrenca com os garotos do orfanato em "Chiquititas"
Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

Nestes eventos, ele cantava músicas que escrevia. Como sempre curtiu funk, algumas das composições já eram nesta linha. O bom retorno dos fãs fez JottaPê investir cada vez mais na sua música.

"Foi bem legal fazer Chiquititas, sempre gostei mais de fazer o vilão. Eu ganhei muita experiência lá, e muito da noção de música que tenho veio dessa época", relembra ele.

Avenida Brasil o permitiu contracenar com artistas renomados. "Trabalhei com José de Abreu, Adriana Esteves... Foi uma das novelas de maior audiência da Globo, então foi muito bom. Me lembro bem que eles fizeram um lixão cenográfico, onde a gente gravava. Eu sempre estudei e gravei. Era cansativo, mas conseguia fazer tudo, só precisava ter disposição".

Narizes torcidos

Quando decidiu ser funkeiro, Jottapê viu alguns narizes torcidos, mas teve apoio onde mais precisava.

"Eu desde pequeno morei em periferia e sempre gostei muito do funk, desde o MC Da Leste, Dede... Desde o funk consciente ao funk dançante. Às vezes tem gente da família que fica: 'Ai, mas é funk', mas, como meus pais sempre me apoiaram, não foi difícil fazer essa escolha. É o que quero trabalhar, o foco é a música."

Sobre a letra, mais maliciosa, o ex-ator mirim diz que não vê motivos para polêmica, já que não chega a ser um proibidão. Seus primeiros hits tinham letras bem mais comportadas antes de Sentou e Gostou. "As meninas gostam dela para poderem dançar, tem agradado ao público".

Cena de Sintonia - Reprodução/YouTube
Cena de Sintonia
Imagem: Reprodução/YouTube

Se o foco é a música, JottaPê também se prepara para aparecer com suas duas paixões em Sintonia, da Netflix. Ele passou por um teste com cerca de 50 meninos para participar da série criada por Kondzilla com a plataforma de streaming.

A série brasileira chegará nas plataformas no dia 9 de agosto. Serão seis episódios de 40 minutos nesta primeira temporada. O personagem Doni é um talentoso músico, ansioso para voar além dos modestos sonhos que sua família planejou para ele. Seu melhor amigo, o ambicioso e ousado Nando, escolhe o caminho arriscado do crime organizado, mesmo indo contra seu senso de ética.

O trio principal ainda tem Bruna Mascarenhas, em sua estreia como atriz, no papel da rebelde e engenhosa Rita. O elenco também conta com Julia Yamaguchi, Fernanda Viacava, Danielle Olímpia, Leilah Moreno e Vanderlei Bernadino.

Funk