PUBLICIDADE
Topo

Música


Indicada em três categorias, Taylor Swift não deve ir ao Grammy, dizem TVs

A cantora Taylor Swift  - JC Olivera/Getty Images
A cantora Taylor Swift Imagem: JC Olivera/Getty Images

Do UOL

Em Brasília (DF)

26/01/2020 09h34

Embora tenha sido indicada em três categorias, a cantora Taylor Swift não deve comparecer ao Grammy, premiação mais importante da música, segundo as TVs CNN e E!. O evento acontece hoje a partir das 22h (horário de Brasília), em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Taylor foi indicada nas categorias de música do ano, por Lover, melhor performance de solo pop, por You need to calm down, e de melhor álbum pop, chamado também de Lover. Nesta última, por exemplo, ela concorre com Beyoncé, Ed Sheeran, Billie Eilish, Ariana Grande.

O motivo para a ausência dela, porém, ainda não está claro, afirmaram as TVs. Segundo o E!, a cantora chegou a programar uma performance surpresa para o Grammy 2020.

Nessa semana, Taylor participou de evento de lançamento de seu documentário da Netflix, Missa Americana, no Festival Sundance de Cinema.

A 10 dias da 62ª edição do evento, a presidente da Recording Academy, responsável pelo Grammy, Deborah Dugan, foi afastada do cargo após uma denúncia. No posto desde agosto do ano passado, quando substituiu Neil Portnow, a executiva foi denunciada por má conduta. Durante as investigações, Harvey Mason Jr. assumirá como presidente interino.

A identidade da acusadora e mais detalhes da denúncia ainda não foram divulgados. Porém, uma fonte anônima contou à revista Variety que a acusação foi motivada por discriminação junto à outra de assédio sexual contra um membro do conselho.

Outra possibilidade abordada pela revista foi, na verdade, que a denúncia faz parte de uma manobra para barrar as mudanças na academia defendidas por Deborah, que levantava questionamentos sobre gastos exagerados e o tamanho do conselho.