Topo

Música


Protesto pela paz de John Lennon e Yoko Ono é relembrado após 50 anos

AFP PHOTO/FILES
John Lennon e Yoko Ono na cama do hotel Hilton em Amsterdã, Holanda, durante manisfestação dos artistas pela paz (25/03/1969) Imagem: AFP PHOTO/FILES

Toby Sterling

Em Amsterdã

2019-03-25T10:27:33

25/03/2019 10h27

Em março de 1969, os recém-casados John Lennon e Yoko Ono pularam a lua de mel e encenaram o "bed-in", um protesto em Amsterdã para promover paz mundial durante a Guerra do Vietnã.

Vestido de branco, o casal recebeu visitantes e realizou coletivas de imprensa deitado em uma cama na suíte presidencial do hotel Hilton da cidade holandesa, de 23 a 29 de março.

Uma exibição de fotos e outros eventos relembrando Ono e Lennon, o compositor dos Beatles que foi baleado e morto em Nova York em 1980, estão sendo realizados durante esta semana em Amsterdã para comemorar os 50 anos do protesto pacífico.

Em meio a flores e cartazes com dizeres de "Hair Peace" e "Bed Peace", o casal apresentou uma estratégia simples para alcançar harmonia mundial: rejeitar qualquer tipo de violência.

"Se você acredita que a violência resolve problemas, isso é com você. Eu não.", disse John a um repórter. "Ninguém nunca tentou essa coisa de paz."

O episódio foi imortalizado na música "The Ballad of John and Yoko", lançada pouco antes da separação dos Beatles.

Em 2012, Ono lançou gratuitamente "Bed Peace", um documentário sobre o protesto em Amsterdã e um segundo "bed-in" realizado pelo casal alguns meses depois, em Montreal, no Canadá.

Em certo momento, Ono rejeitou um livro de poemas e manifestos entregue a ela por um autointitulado "revolucionário".

"Desculpe-me, não importa o quão bonito seja seu poema, se você não pode compartilhar com as pessoas, é besteira", disse ela.

Para honrar a memória do casal, "tulipas brancas da paz" serão plantadas fora do hotel nesta quinta-feira.

Outras eventos comemorativos em Amsterdã incluem uma tarde de filmes, shows e visitas ao famoso quarto 902.

Cinquenta anos depois, a paz mundial ainda não foi alcançada.

Céticos, naquele tempo, apontaram que nem todos podem passar o dia na cama ou ser tão famosos quanto John e Yoko.

"Parem de perguntar se dará certo, tome uma atitude", afirmou um John Lennon, irritado, para repórteres em um documentário. "Deixe seu cabelo crescer, faça um cartaz."