PUBLICIDADE
Topo

Game of Thrones


"Game of Thrones": Procon diz que quem se sentir lesado com HBO Go tem direito a desconto

Missandei (Nathalie Emmanuel), Daenerys (Emilia Clarke) e Varys (Conleith Hill) em cena do quarto episódio da oitava temporada de "Game of Thrones" - Divulgação
Missandei (Nathalie Emmanuel), Daenerys (Emilia Clarke) e Varys (Conleith Hill) em cena do quarto episódio da oitava temporada de "Game of Thrones" Imagem: Divulgação

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

07/05/2019 09h54

Os assinantes do serviço de streaming HBO Go têm enfrentado dificuldades em assistir a "Game of Thrones" desde o início da transmissão da última temporada da série, há quatro semanas. As reclamações são travamentos, dificuldades de conexão e qualidade ruim da imagem.

O Procon-SP pediu que os consumidores que enfrentarem o problema procurem a entidade a fim de registrar uma reclamação. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o assinante tem direito ao abatimento proporcional ao preço que pagou e não obteve o serviço; ou, se preferir, o cancelamento do contrato sem nenhum ônus (já que o cancelamento se dá pela má prestação de serviço).

Além da Muralha #4: Daenerys vai enlouquecer em "Game of Thrones"?

UOL Entretenimento

Em São Paulo, a entidade registrou oficialmente cerca de 20 casos, mas que eles estão ativamente monitorando a situação.

O problema ocorre sempre às 22h, porque a HBO Go não aguenta a quantidade de espectadores na plataforma. Quando o episódio é liberado, milhares de pessoas tentam assistir ao mesmo tempo, mas os servidores da empresa não suportam o tráfego elevado e as imagens travam ou o aplicativo simplesmente não conecta. O erro se repete desde o primeiro episódio.

Procurada pela reportagem do UOL desde o primeiro episódio da temporada, em meados de abril, até o momento a emissora não se pronunciou sobre os problemas com a HBO Go.

Assista ao trailer do próximo episódio de "Game of Thrones"

UOL Entretenimento

Game of Thrones