Topo

Filmes e séries


Jussie Smollett só quer "voltar ao trabalho", mas promete "lutar por justiça"

14/03/2019 - Jussie Smollett chega ao tribunal em Chicago - Nuccio DiNuzzo/Getty Images/AFP
14/03/2019 - Jussie Smollett chega ao tribunal em Chicago Imagem: Nuccio DiNuzzo/Getty Images/AFP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

26/03/2019 13h49

Após a promotoria de Chicago abandonar o caso contra Jussie Smollett, o ator de "Empire" apareceu para ler um comunicado oficial à imprensa do lado de fora de um tribunal na cidade norte-americana.

Em sua fala, segundo o site Deadline, Smollett disse que "só quer voltar ao trabalho" após a resolução do caso. "No entanto, não se enganem: Eu continuarei lutando pela justiça, pela igualdade e pela melhora de vida de todas as pessoas marginalizadas ao redor do mundo", completou.

"Antes de qualquer coisa, quero agradecer à minha família, meus amigos, e às pessoas incríveis de Chicago e ao redor do mundo que rezaram por mim e demonstraram o seu amor. Ninguém pode saber o quanto isso significou para mim, e sou muito grato", disse o ator.

"Eu fui verdadeiro e consistente [com a polícia] em todos os níveis, desde o primeiro dia deste caso. Eu não seria o filho da minha mãe se fosse capaz daquilo que fui acusado de fazer. Esta foi uma época difícil, provavelmente uma das piores da minha vida inteira", comentou ainda.

"Eu sou um homem de fé, e um homem que conhece a sua própria história. Eu não colocaria a minha família, ou os movimentos que eu represento, nesta situação. Eu nunca faria isso. Eu quero agradecer muito aos meus advogados e ao estado de Illinois por fazer a coisa certa neste caso", reafirmou.

As reviravoltas do caso

Fontes do TMZ afirmam que o caso da promotoria "se desintegrou" nas últimas semanas. Smollett foi acusado de pagar dois homens que conheceu no set da série "Empire" para atacá-lo nas ruas de Chicago no fim de janeiro.

Segundo a polícia da cidade norte-americana, Smollett estava insatisfeito com o seu salário em "Empire", e achou que um ataque de teor racista e homofóbico poderia aumentar sua notoriedade.

Poucos dias depois das acusações formais contra o ator, os "furos" no caso começaram a aparecer. Em depoimento à polícia, os irmãos supostamente contratados por Smollett disseram que o dinheiro que receberam do ator na verdade era pagamento pela prestação de serviços de personal trainer.

Em coletiva de imprensa pouco antes da prisão do ator, o superintendente da polícia de Chicago, Eddie Johnson, apresentou o cheque assinado por Smollett para os irmãos como prova das acusações.

Johnson também afirmou à imprensa que Smollett havia escrito a carta de conteúdo ameaçador que chegou ao set de "Empire" alguns dias antes do ataque. Na realidade, segundo o TMZ, as investigações da polícia e do FBI não conseguiram determinar a autoria da carta.

Filmes e séries