Topo

Filmes e séries


Irmãos dizem que não foram contratados para encenar ataque a Jussie Smollett

O ator Jussie Smollett  - EPA
O ator Jussie Smollett Imagem: EPA

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

11/03/2019 14h37

O caso Jussie Smollett continua provocando polêmica. Depois do ator ser indiciado por tentar forjar um ataque racista e homofóbico, os irmãos que supostamente foram contratados por ele para o ato estão desmentindo a história da polícia de Chicago.

Ola e Abel Osundario disseram, através de sua advogada Gloria Schmidt, que um cheque apresentado pelo departamento policial como prova de que Smollett havia pagado os irmãos para ajudarem a encenar o ataque na verdade foi usado para quitar uma dívida referente a serviços de personal training.

Segundo Schmidt, que apareceu hoje no programa "Good Morning America", na TV norte-americana, Smollett procurou os irmãos para realizar condicionamento físico. O ator de "Empire" estava se preparando para a gravação de uma cena em que seu personagem, o cantor Jamal Lyon, roda um videoclipe.

Em coletiva de imprensa pouco antes da prisão do ator, o superintendente da polícia de Chicago, Eddie Johnson, apresentou o cheque como prova ao acusar Smollett de pagar US$ 3.500 para os irmãos ajudarem a encenar o ataque ocorrido no final de janeiro.

Filmes e séries