PUBLICIDADE
Topo

Filme sobre Revolução Cultural chinesa é retirado do Festival de Berlim

Cena de "One Second", do cineasta chinês Zhang Yimou - Reprodução
Cena de "One Second", do cineasta chinês Zhang Yimou Imagem: Reprodução

Hanna Rantala

De Berlim (Alemanha)

12/02/2019 19h23

O Festival de Cinema de Berlim cancelou a estreia mundial do novo filme do diretor chinês Zhang Yimou, citando dificuldades técnicas e se recusando a comentar especulações de censura.

"One Second" se passa durante o caos da Revolução Cultural chinesa de 1966 a 1976, a um mundo de distância da fantasia protagonizada por Matt Damon em "A Grande Muralha" e do drama indicado ao Oscar "Lanternas Vermelhas", ambos dirigidos por Zhang. O novo filme iria fechar o festival na sexta-feira.

O diretor do festival, Dieter Kosslick, que irá se aposentar após esta edição depois de 18 anos no cargo, expressou decepção.

"Teria sido para mim, pessoalmente, uma coisa ótima, porque eu conheço ele há muito tempo, ter o último filme do festival com ele", disse Kosslick.

Questionado sobre se a exibição foi cancelada devido a censura, Kosslick disse: "Eu não sei nada sobre isso".

"Eu só sei que eles disseram que não estava pronto devido a razões técnicas".

Em comunicado, o festival disse que a exibição foi cancelada devido a "dificuldades técnicas encontradas durante a pós-produção" e que "Hero", sucesso de bilheterias de 2002 de Zhang, substituirá o filme.

Zhang, de 68 anos, foi o primeiro diretor chinês a vencer o Urso de Ouro de Berlim em 1988 por "Sorgo Vermelho".