PUBLICIDADE
Topo

John Boyega sobre discurso em protesto: 'Não fiz nada de mais'

3.jun.2020 - O ator John Boyega faz discurso para manifestantes em protesto contra o racismo em Londres - Daniel Leal-Olivas/AFP
3.jun.2020 - O ator John Boyega faz discurso para manifestantes em protesto contra o racismo em Londres Imagem: Daniel Leal-Olivas/AFP

Do UOL, em São Paulo

07/06/2020 13h02

O ator John Boyega postou pela primeira vez nas redes sociais desde que o seu discurso em um protesto antirracista em Londres (Reino Unido) viralizou nas redes sociais. O Finn de "Star Wars" disse acreditar que não fez "nada que mereça elogios", mas agradeceu o carinho.

"Eu quero dizer 'obrigado' por todo o amor e apoio que vocês compartilharam comigo nestes últimos dias, embora nada do que eu tenha feito mereça elogios, ou seja sequer o bastante, no quadro maior das coisas", escreveu.

"Este é um momento intenso para a nossa comunidade, e a coisa mais importante é manter o ímpeto e não perder de vista a importância de encontrar soluções de longo prazo e comprometimentos [governamentais], para o bem da nossa geração e da próxima", continuou.

O que vem a seguir?

"Eu acredito que todo grande movimento começa com uma renovação da mente. Eu sei que todo mundo está pensando: 'O que vem a seguir? O que fazemos agora?'. Eu estou pensando a mesma coisa!", admitiu Boyega.

"As conversas sobre apoiar negócios negros já estão acontecendo, e eu vou continuar a estimular essas conversas. Queremos ideias sustentáveis e concretas. Queremos aumentar o nosso conhecimento! Estou animado para ver este despertar acontecendo em todos nós", disse ainda.

"Eu vou continuar usando a minha plataforma para lutar contra as injustiças e desigualdades na nossa comunidade, mas um homem não pode fazer tudo sozinho — eu preciso de vocês. Precisamos de todo mundo, de todas as indústrias, origens socioeconômicas, países. Todo mundo unido para mudar as coisas de verdade", completou.

Ativismo

Na nova postagem, Boyega mostrou fotos de suas visitas a várias escolas em Southwark, bairro londrino, antes do agravamento da pandemia. Segundo o ator, ele foi a essas escolas "levar a sua história e ouvir o que a nova geração tinha a dizer".

"Aquele momento abriu meus olhos e me inspirou, para dizer o mínimo. Eu estou ansioso para continuar fazendo este trabalho, contribuindo mais — assim que for seguro. Eu incentivo os outros homens negros da minha comunidade, meus amigos, a fazerem o mesmo", declarou.

"Forjar uma conexão com as nossas crianças e motivá-las para um futuro mais forte e mais brilhante é urgente, necessário. No meio tempo, vamos trabalhar para abrir caminho para elas, para que possam voar. Amo todos vocês, fiquem seguros", finalizou.

Discurso

Em seu emocionado discurso no Hyde Park, em Londres, o ator declarou, com a ajuda de um megafone: "Vidas negras sempre importaram. Nós sempre fomos importantes. Nós sempre significamos algo. Nós sempre vencemos, apesar das dificuldades".

Depois, Boyega lembrou vidas inocentes que foram perdidas precocemente por causa do racismo ao longo da história, e disse que não temia um eventual prejuízo à sua carreira por causa do discurso.

"Estou falando para vocês do meu coração. Eu não sei se vou ter uma carreira depois disso, mas f*da-se", afirmou. Após o discurso, vários diretores e diretoras disseram nas redes sociais que adorariam trabalhar com Boyega.