PUBLICIDADE
Topo

6 curiosidades sobre Alba Flores, a Nairóbi de 'La Casa de Papel'

Nairobi, personagem de Alba Flores, em pôster da parte 3 de La Casa de Papel - Divulgação
Nairobi, personagem de Alba Flores, em pôster da parte 3 de La Casa de Papel Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

05/04/2020 15h16

Sem dúvida, Nairóbi é uma das personagens mais marcantes de "La Casa de Papel", que teve sua quarta parte liberada pela Netflix na última sexta-feira (3) com episódios que prometem definir os rumos da série.

A responsável por interpretar a assaltante na série é Alba Flores, espanhola de 33 anos.

O UOL separou algumas curiosidades da vida pessoal e profissional da atriz. Confira:

Família de artistas

Alba tem em seu DNA o dom para o mundo artístico. Ela é filha do músico Antonio Flores e da produtora de teatro Ana Villa.

E não para por aí: a espanhola é neta dos também artistas , Lola Flores, cantora, atriz, dançarina de flamenco e empresária, e Antonio González Batista —ou El Pescailla—, considerado um dos criadores da rumba catalã.

Lola Flores ficou conhecida como "La Faraona" ("a faraó") durante a década de 1950, quando chamava atenção pela sua presença de palco. Ela atuou em mais de 35 filmes

Perdeu o pai cedo

Em maio de 1995, o pai de Alba morreu vítima de overdose, causada por uma depressão pela perda da mãe Lola Flores, avó da atriz de "La Casa de Papel".

A espanhola tinha apenas nove anos de idade quando ficou órfã de pai.

Estreia em filmes

Foi em 2005, na época com 19 anos, que Alba fez a sua primeira aparição no mundo do cinema.

Ela foi responsável por atuar na pele de Amaya no filme "El Calentito (Garotas, Gritos e Músicas)".

Romances discretos

A atriz nunca foi de expor publicamente seus relacionamentos em entrevistas ou nas redes sociais.

Apesar disto, a imprensa espanhola já veiculou que Alba chegou a namorar a cantora Ondina Maldonado e teve affairs com outras mulheres.

Feminista

Uma frase de Nairóbi durante a segunda parte de "La Casa de Papel" tornou-se um dos símbolos do poder feminino: "empieza el matriarcado" ("Começa o matriarcado", em português).

Em entrevista ao UOL concedida no ano passado, a atriz disse se considerar feminista, mas ponderou sobre o papel que exerce:

Eu sou uma feminista, mas não poderia nem sonhar com o que aconteceria depois daquela frase. Para mim foi um presente, pois me dei conta que aquilo fazia sentido para muitas mulheres no mundo. [...] O movimento, o feminismo, não precisa de um ícone [...] Somos todas irmãs, ninguém é um ícone

Além de 'La Casa de Papel'

A Nairóbi da vida real não se dedica exclusivamente à série de sucesso da Netflix.

Alba também faz parte da série "Vis a Vis", interpretando Saray Vargas de Jesus. Ela, inclusive, é presença confirmada na próxima parte do projeto: "Vis a Vis: El Oasis", que deve chegar ao público no próximo dia 20.

La Casa de Papel