PUBLICIDADE
Topo

Warner estuda lançar "Mulher-Maravilha 1984" apenas em streaming, diz site

"Mulher-Maravilha 1984": Gal Gadot mostra novo uniforme da heroína - Divulgação/Warner Bros.
"Mulher-Maravilha 1984": Gal Gadot mostra novo uniforme da heroína Imagem: Divulgação/Warner Bros.

Do UOL, em São Paulo

20/03/2020 15h03

A crise do coronavírus vem mexendo com a indústria do cinema e alterando todo o calendário de filmes do ano. Um dos mais esperados, "Mulher-Maravilha 1984" pode ser lançado apenas em streaming. Pelo menos é isso que estuda a Warner, estúdio responsável pelo longa, de acordo com o site The Wrap.

Segundo a publicação, duas fontes do estúdio afirmaram que já se fala em retirar das salas de cinema o lançamento do filme estrelado por Gal Gadot, por conta de toda a confusão que a covid-19 fará no calendário.

Os motivos para uma decisão desta magnitude seriam o fato de que, sem saber quando a situação se normalizará, haverá poucas datas em que o filme poderia brilhar nas bilheterias, como é esperado por seus produtores.

O The Wrap afirma que são discussões muito preliminares, que estão apenas próximas ao comandante deste setor na Warner, Toby Emmerich, e seus conselheiros. Patty Jenkins, responsável pela direção, e Charles Roven, produtor, ainda não foram chamados para debater.

A preferência ainda é a de lançar o filme nos cinemas, após o sucesso do primeiro, que totalizou mais de US$ 800 milhões pelo mundo.

A data oficial do filme ainda é 4 de junho. Jenkins prefere que o lançamento seja empurrado para agosto, mas a ideia ainda não foi bem aceita.

Presidente de distribuição doméstica da Warner, Jeff Goldstein negou ao The Wrap o plano, assim como Roven. "É ridículo pensar assim, pelo tamanho deste filme. Qualquer um reconhece que se você tem um filme desta linha, de sucesso global, é preciso haver um lançamento nos cinemas.