Topo

Geek


AMC afirma que The Walking Dead vai viver "por muitos anos" na TV e no cinema

Negan (Jeffrey Dean Morgan) em cena da nona temporada de "The Walking Dead" - Reprodução
Negan (Jeffrey Dean Morgan) em cena da nona temporada de "The Walking Dead" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

02/07/2019 17h16

A AMC garantiu que The Walking Dead, cuja saga nos quadrinhos foi cancelada hoje, vai continuar com seu universo "por muitos anos" na televisão e no cinema.

"Este quadrinho extraordinário criou um mundo que já vive em múltiplas formas nos corações e mentes de milhões pelo mundo, e que vai viver ainda por muitos anos", declarou a emissora.

Os quadrinhos criados por Robert Kirkman foram base de inspiração para a série de mesmo nome, que vai entrar agora na 10ª temporada. O projeto ficou tão popular que desenvolveu dois derivados, além de uma saga cinematográfica que também foi anunciada.

Fim das HQs

O criador da saga, Robert Kirkman, se despediu dos fãs em uma carta no fim da edição, que virá com mais páginas do que o habitual. O quadrinista disse que o segredo em torno do finale foi proposital: "Eu odeio assistir a um filme e perceber que o tempo dele está acabando, saber que estamos perto de uma conclusão".

Kirkman citou Game of Thrones como uma inspiração para o epílogo de sua série de quadrinhos mais famosa: "Alguns dos melhores episódios da série são aqueles que são estruturados de forma tão precisa que você não percebe se está assistindo por 15 ou por 50 minutos. Quando o fim chega, você fica... estupefato".

Capa de "The Walking Dead" #192 - Divulgação
Capa de "The Walking Dead" #192
Imagem: Divulgação

"Então, surpresa: [The Walking Dead] acabou!", continuou o autor. "Tudo o que eu fiz, tudo o que eu pude fazer como criador, foi criar histórias que eu via como bom entretenimento, e torcer para vocês sentissem o mesmo. Na maior parte do tempo, parece que funcionou".

"A fundação de The Walking Dead sempre foi a surpresa. Não saber o que está por vir quando você virar a página, quem vai morrer, como eles vão morrer... Tudo isso tem sido essencial par ao sucesso dessa série. Seria errado não fazer o final dela seguir essa mesma prerrogativa", disse ainda.

Desde sua estreia, em 2003, as HQs de The Walking Dead já venderam mais de 50 milhões de cópias, em 60 países diferentes. Apesar do fim dos quadrinhos, que chega apenas uma edição depois de uma morte surpreendente, The Walking Dead continua muito viva na TV.

A série principal se prepara para a estreia de sua 10ª temporada ainda este ano, enquanto o spin-off Fear the Walking Dead exibe agora sua quinta temporada. Andrew Lincoln vai voltar para o papel de Rick Grimes em breve em uma série de telefilmes, enquanto uma nova série derivada deve chegar em 2020.

Geek