PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Disney aceita vender Fox Sports no Brasil e fica mais perto de acordo pela Fox

Walt Disney Studios está finalizando os detalhes da compra da 21st Century Fox - Divulgação
Walt Disney Studios está finalizando os detalhes da compra da 21st Century Fox Imagem: Divulgação

Mario Sergio Lima e Andrea Navarro

Da Bloomberg

22/02/2019 07h45

Próxima de selar o acordo de US$ 71 bilhões para fusão com a 21st Century Fox Inc., a Walt Disney Co., está disposta a aceitar a restrição imposta por agências reguladoras de Brasil e México e vender os canais esportivos Fox Sports para obter aprovação ao negócio, de acordo com pessoas próximas às discussões.

As empresas aceitaram no início desta semana a recomendação de venda por parte do conselho Administrativo de Defesa Econômica e, em sessão na próxima semana, apresentarão um acordo para prosseguir com a fusão, disseram duas das pessoas, que pediram para não serem identificadas porque as discussões não são públicas. Há concorrentes que já mostraram interesse nos ativos, disse uma terceira pessoa.

No México, a Disney espera que o regulador de telecomunicações do país exija a venda da Fox Sports e está disposto a concordar com isso, de acordo com uma pessoa com conhecimento das discussões. Nos dois países, os detalhes finais dos acordos ainda estão em discussão e é possível que a situação mude, disseram as pessoas. Não está claro, por exemplo, se os reguladores exigirão que as empresas vendam os direitos de programação esportiva, como jogos de futebol, além dos próprios canais.

Em acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para garantir a aprovação da compra da Fox, a Disney, em um acordo de US$ 71,3 bilhões, deverá vender os canais da Fox Sports no Brasil. Segundo o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, apurou, a venda foi a solução encontrada para resolver a principal preocupação do órgão em relação ao negócio, que é a concentração dos canais esportivos.

De acordo com a Agência Estado, como a Disney já é proprietária dos canais ESPN, a fusão com a Fox deixaria um mesmo dono com dois dos principais canais esportivos da TV por assinatura - só restaria a SporTV, da Globosat. A tendência é que o Cade determine que a venda dos canais de esporte da Fox seja feita para uma terceira empresa que não a Globosat.

A empresa e o Cade estão agora finalizando os últimos detalhes do acordo. O julgamento foi marcado para a próxima quarta-feira, dia 27.

As empresas não responderam imediatamente a solicitações de comentários da Bloomberg, e os reguladores se recusaram a comentar.

*Com informações adicionais da Agência Estado

Entretenimento