PUBLICIDADE
Topo

Em votação quase unânime, acionistas aprovam compra da Fox pela Disney

O castelo da Cinderela, no Walt Disney World - Getty Images
O castelo da Cinderela, no Walt Disney World Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

27/07/2018 11h30

A compra da 21st Century Fox pela Disney por US$ 71,3 bilhões teve a votação aprovada quase unanimemente entre os acionistas de ambas gigantes. A informação é da "Variety".

A votação aconteceu durante a manhã desta sexta-feira (27), em reunião dos acionistas de ambas empresas no Hotel Hilton, em Nova York. Surpreendentemente, o processo todo de votação decorreu em menos de 15 minutos. Apenas um acionista da Disney votou contra a aquisição, argumentando que o preço tinha saído alto demais.

Leia mais:

De acordo com John Nallen, chefe financeiro da Fox, a compra deve ser finalizada em todos os seus detalhes ainda na primeira metade de 2019.

Anunciada primeiramente no ano passado, a compra quase não aconteceu por conta de uma segunda oferta, feita pela empresa de comunicações (e proprietária do estúdio Universal) Comcast. No entanto, a Disney cobriu o valor oferecido pela concorrente e deve ficar com os ativos da Fox por US$ 71,3 bilhões.

Na compra, a empresa do Mickey leva o estúdio de cinema 20th Century Fox, a distribuidora Fox Searchlight Pictures, a produtora Fox 2000 e uma rede de televisão que inclui o grupo FX e o National Geographic, assim como mais de 300 canais internacionais. Também estão inclusas a participação de 30% da Fox no serviço de streaming Hulu e a fatia de 50% da companhia na Endemol (responsável por criar realities como "Big Brother" e "MasterChef").

O que a Disney ganha

Com o negócio, a Disney passar a ter o direito de explorar heróis como Deadpool, Quarteto Fantástico e os X-Men, cujos direitos haviam sido negociados para a Fox antes que os estúdios Marvel fossem comprados pela gigante, em 2009. A Fox também controlava os direitos de um único filme da saga "Star Wars": o primeiro da franquia, "Uma Nova Esperança", que agora passa a ser abrigado pela mesma casa da LucasFilm (vendida para a Disney em 2012).

A empresa também se torna proprietária de outras grandes franquias do cinema, como "Avatar" e "Planeta dos Macacos", e de produções menores, mas prestigiadas, como "Estrelas da Além do Tempo", "Garota Exemplar" e "A Forma da Água", ganhador do Oscar de melhor filme em 2018.

Já na TV, a Disney leva séries de sucesso como "The Americans", "This Is Us", "Modern Family" e "The Simpsons". Com essas marcas, a Disney promete ser uma rival à altura de Netflix e Amazon quando lançar seu serviço de streaming próprio, previsto para 2019.

E a Fox, como fica?

Após a venda, a Fox irá se focar em seus canais de notícia e esportes. Permanecem com ela 28 emissoras de TV, os canais Fox News e Fox Business, e o Fox Sports 1 e Fox Sports 2.

A decisão de vender parte da empresa veio pouco mais de dois anos após o magnata Rupert Murdoch ter entregue o controle dela a seus filhos, James e Lachlan.