Topo

Oscar


Oscar 2019: Como os favoritos chegam à disputa após as outras premiações

"Pantera Negra", "Nasce Uma Estrela", "Roma" e "A Favorita" estão indicados ao Oscar - Reprodução
"Pantera Negra", "Nasce Uma Estrela", "Roma" e "A Favorita" estão indicados ao Oscar
Imagem: Reprodução

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

12/02/2019 04h00

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood irá revelar no dia 24 de fevereiro os vencedores do Oscar 2019, no que é o ápice da temporada de premiações do cinema. Mas quais são as chances reais que cada um dos favoritos à disputa tem? Aproveitando que os principais prêmios da indústria já foram entregues, usamos os números para analisar os principais indicados.

Confira:

"Roma"

O filme autoral de Alfonso Cuarón, inspirado em sua infância na Cidade do México, chega à disputa como o franco favorito. Não só é o líder de indicações, com dez (empatado com "A Favorita"), como acumulou uma bagagem invejável ao longo de toda a temporada de premiações. Foram 153 vitórias, incluindo aí as de melhor filme no Bafta (o "Oscar Inglês") e de melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro. Cuarón deixou ambas as premiações também com a estatueta de melhor diretor - e foi o grande vencedor do DGA Awards, o prêmio do sindicato dos diretores.

"Green Book - O Guia"

O filme estrelado por Viggo Mortensen e Mahershala Ali ganhou força após ser eleito como melhor filme de comédia ou musical no Globo de Ouro e levar o principal troféu do PGA Awards, o prêmio do Sindicato dos Produtores. Este último é considerado um importante termômetro do Oscar, já que nos últimos 29 anos os vencedores das premiações coincidiram 20 vezes. Mas não jogue todas suas fichas no longa de Peter Farrely: ele não conseguiu manter o fôlego, e teve sua imagem arranhada por conta de controvérsias envolvendo o diretor, que admitiu ter mostrado o pênis para Cameron Diaz nos anos 1980, e o roteirista Nick Vallelonga, que publicou um tuíte afirmando ter visto muçulmanos comemorando o atentado de 11 de setembro de 2001.

A essa altura do campeonato, a única vitória garantida para "Green Book" parece ser a de Mahershala Ali na categoria de melhor ator coadjuvante. O ator, que já tem um Oscar por "Moonlight", foi premiado no Globo de Ouro, no Bafta e no SAG, o prêmio do Sindicato dos Atores.

"Pantera Negra"

É o azarão na disputa de melhor filme, mas sua inclusão na categoria já é histórica: o filme se tornou o primeiro baseado em uma história de super-heróis a ser indicado ao prêmio máximo do Oscar. O blockbuster vem de uma vitória importante no SAG, de onde saiu com o prêmio máximo da noite, de melhor elenco. No Oscar, entretanto, suas melhores chances estão nas outras seis categorias técnicas em que é indicado - especialmente na de trilha sonora. No Grammy, que aconteceu no último domingo (10), "Pantera Negra" foi o vencedor da disputa, em que enfrentou concorrentes de grande porte como "Stars Wars: Os Últimos Jedi".

"Nasce Uma Estrela"

O musical que encanta Hollywood há gerações chegou a ser considerado um dos nomes fortes ao Oscar no final de 2018, quando foi eleito um dos filmes do ano pelo prestigiado American Film Institute. Mas o longa de Bradley Cooper e Lady Gaga não manteve o buzz ao longo das premiações, com o ator e cineasta sendo notoriamente esnobado na disputa pelo Oscar de melhor diretor. A grande vitória do musical deve ser na categoria de melhor canção original, para "Shallow". Premiada no Bafta, no Grammy e no Globo de Ouro, a música deve render a Lady Gaga seu primeiro Oscar.

"Bohemian Rhapsody"

A cinebiografia de Freddie Mercury, o líder do Queen, tem vitória praticamente garantida na categoria de melhor ator, já que a performance hipnótica de Rami Malek saiu vencedora no Globo de Ouro, no Bafta e no SAG.

"A Favorita"

A produção histórica de Yorgo Lanthimos sobre a Rainha Anne e suas damas de companhia é forte candidata na categoria de melhor atriz, com Olivia Colman. A britânica ganhou o Bafta e o Globo de Ouro, mas enfrenta a concorrência pesada de Glenn Close, em sua sétima indicação por "A Esposa".

"Infiltrado na Klan"

Vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes, o filme chega ao Oscar com o feito de ter garantido a primeira indicação de Spike Lee ao prêmio de melhor diretor, mas tem poucas chances de sair com uma estatueta nas categorias principais.

"Vice"

Marcado pela grande transformação pela qual Christian Bale teve de passar para dar vida ao vice-presidente americano Dick Cheney, o filme de Adam McKay garantiu um Globo de Ouro para o ator - mas será uma missão quase impossível bater o favoritismo de Rami Malek na categoria de melhor ator.