PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento


Advogados de Kevin Spacey pedem que suposta vítima do ator saia do anonimato

O ator Kevin Spacey chega à audiência judicial em Nantucket, nos EUA  - Getty Images
O ator Kevin Spacey chega à audiência judicial em Nantucket, nos EUA Imagem: Getty Images

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

07/02/2019 22h08

Os advogados de Kevin Spacey entraram nesta quinta-feira (7) com uma ação para anular uma acusação de assédio movida por um massagista que teria sido forçado a tocar os genitais do ator durante uma sessão de massagem. As informações são do The Wrap.

Sob identidade anônima, o massagista registrou o caso na Corte de Los Angeles em setembro do ano passado, alegando estresse pós-traumático e cárcere privado, já que ele teria sido obrigado a ficar na casa do ator, que na época vivia em Malibu. O caso teria acontecido em 2016.

Em documentos judiciais obtidos pelo site, os advogados de Kevin Spacey argumentam que o ator será "severamente prejudicado" se a identidade do massagista não for divulgada. Como nada foi comprovado, Spacey sai como "a parte mais vulnerável ,dado seu perfil público."

A ação foi registrada inicialmente na Califórnia, mas acabou transferida para um tribunal federal depois que os advogados de Spacey argumentaram que o julgamento não deveria ser feito lá, já que o ator não mora mais no Estado.

Agora, os advogados argumentam que o tribunal federal não deveria permitir que o acusador permaneça anônimo, pois isso violaria várias regras federais, incluindo a exigência de que o acusador identifique os nomes das partes envolvidas."

A equipe de Spacey também argumenta que o anonimato impede que a defesa receba possíveis informações de terceiros sobre o acusador que seriam relevantes para o caso. O caso agora segue para os advogados da vítima, que devem justificar o anonimato de seu cliente.

Entretenimento