Topo

Oscar


Spike Lee consegue primeira indicação ao Oscar de melhor diretor

Trailer de "Infiltrado na Klan"

UOL Entretenimento

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

22/01/2019 12h03

Spike Lee se tornou, nesta terça-feira (22), o sexto cineasta negro indicado ao prêmio de melhor diretor na história do Oscar. Lee conseguiu a sua primeira nomeação da carreira por "Infiltrado na Klan". A cerimônia do Oscar 2019 ocorre em 24 de fevereiro.

Neste ano, Lee concorre com Alfonso Cuarón ("Roma"), Adam McKay ("Vice"), Pawel Pawlikowski ("Guerra Fria") e Yorgos Lanthimos ("A Favorita") pelo prêmio de melhor diretor.

Lee também foi lembrado pelo roteiro do filme, que adaptou da autobiografia de Ron Stallworth, policial negro do interior dos EUA que, em nos anos de 1970, conseguiu se infiltrar na organização racista Ku Klux Klan. Ele divide o crédito com seus co-roteiristas Charlie Wachtel, David Rabinowitz e Kevin Willmott.

Além das duas indicações para Lee, "Infiltrado na Klan" foi lembrado em outras quatro categorias pelos votantes do Oscar, incluindo melhor ator coadjuvante (Adam Driver) e melhor filme.

No Instagram, o diretor reagiu à notícia de forma bem característica: "6 indicações! 6 'boom-shacka-lackas'! Brooklyn no Oscar. Você sacou? Com certeza", escreveu.

6 NOMINATIONS 6 BOOMSHACKALACKAS BROOKLYN IN DA OSCARS YA DIG? SHO-NUFF

Uma publicação compartilhada por Spike Lee (@officialspikelee) em

O cineasta já havia recebido um Oscar especial pelo conjunto da obra, em 2016. Lee também concorreu anteriormente em duas categorias diferentes: melhor roteiro original, por "Faça a Coisa Certa" (1989), filme que o lançou à notoriedade; e melhor documentário, por "Quatro Meninas" (1997).

O cineasta também é conhecido por títulos como "Febre da Selva" (1991), "Malcolm X" (1992), "O Verão de Sam" (1999), "A Última Noite" (2002) e "O Plano Perfeito" (2006). Mais recentemente, dirigiu a série "Ela Quer Tudo", da Netflix, inspirada em um filme também assinado por ele, de 1986.

Oscar