PUBLICIDADE
Topo

Ator de "Guardiões" sai do Twitter após demissão de Gunn: "Estamos cansados"

O ator Michael Rooker como Yondu em cena de "Guardiões das Galáxia Vol. 2" - Reprodução
O ator Michael Rooker como Yondu em cena de "Guardiões das Galáxia Vol. 2" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

23/07/2018 19h12

Michael Rooker, um dos atores mais queridos da saga "Guardiões da Galáxia", excluiu o Twitter após a demissão do diretor James Gunn.

"Esta conta ficará inativa a partir de hoje. Estamos muito cansados e tristes com todas as besteiras... eu e meu representantes não usaremos o Twitter novamente. Twitter é uma porcaria e eu não quero me associar a isso. Obrigado por aqueles que mandaram mensagens de apoio. Vejo vocês no Instagram", disse o intérprete de Yondu.

Leia mais:

Disney demite diretor de "Guardiões da Galáxia Vol. 3" após comentários no Twitter
Por demissão de James Gunn, comediante quer tirar voz dos parques da Disney
Chris Pratt e Zoe Saldana tuítam após demissão de James Gunn, mas pouco falam
Milhares assinam petição para Disney recontratar diretor de "Guardiões da Galáxia"

A Disney demitiu na última sexta-feira (20) o diretor James Gunn, responsável por todos os filmes da franquia Guardiões da Galáxia Vol. 3" após comentários antigos que ele fez sobre pedofilia e estupro serem resgatados nas redes sociais. O cineasta apontou que "entende e aceita" a decisão.

"As atitudes ofensivas e comentários descobertos no Twitter de James são indefensáveis e inconsistentes com os valores do nosso estúdio, por isso encerramos nossos negócios com ele", disse Alan Horn, chefão da Disney, em comunicado oficial.

O jornalista Jack Posobiec compartilhou nas redes sociais alguns dos comentários polêmicos do cineasta. "Eu gosto quando meninos tocam nas minhas partes baixas"; "Estou adaptando 'The Giving Tree' com um final feliz, quando árvore cresce de novo e faz sexo oral na criança"; "O chuveiro deste hotel é o mais fraco da história, parece que uma criança de três anos está urinando na minha cabeça"; "Mary  Matthews me contou uma história em que um macaco masturbou um criança no filme 'As Aventuras de Max Keeble'"