PUBLICIDADE
Topo

Por demissão de James Gunn, comediante quer tirar voz dos parques da Disney

O comediante Bobcat Goldthwait saiu em defesa de James Gunn - Rich Polk/Getty Images
O comediante Bobcat Goldthwait saiu em defesa de James Gunn Imagem: Rich Polk/Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

23/07/2018 17h23

O comediante Bobcat Goldthwait não está nada feliz com a decisão da Disney de demitir o diretor James Gunn de "Guardiões da Galáxia Vol. 3". O cineasta foi desligado do projeto após  tweets comprometedores fazendo piadas com pedofilia e outros assuntos delicados terem ressurgido nas mídias sociais.

Goldthwait é conhecido por estrelar filmes como "Loucademia de Polícia" e "Os Fantasmas Contra-Atacam", mas também por dar voz ao vilanesco Dor, metade da dupla Dor & Pânico, capangas de Hades em "Hércules", animação de 1997 da Disney.

Para devidamente expressar seus sentimentos sobre a decisão do estúdio de demitir Gunn, Goldthwait pediu no seu Instagram que a Disney retire sua voz de uma vindoura atração do parque do estúdio, onde ele reprisaria o papel de "Hércules".

"Eu amo James Gunn. Ele é um amigo leal, muito talentoso, compassivo e gentil. Eu queria dizer algo, e aqui está: Querida Disney, eu odiaria que você saísse como hipócrita, então estou sugerindo que vocês removam minha voz de uma atração que está chegando ao seu parque", escreveu o comediante.

"O que acontece é que, anos atrás, eu fiz um monte de piadas sarcasticamente chocantes e ofensivas. Muitas delas eu considero vergonhosas hoje em dia, e odiaria que a Disney ficasse mal na foto, visto que eu sou abertamente um crítico do presidente e de sua administração, e vocês parecem tomar suas decisões baseadas nas ordens de alguns de seus apoiadores mais radicais", continuou, se referindo ao fato de que os tweets de Gunn foram trazidos a tona por um jornalista apoiador de Donald Trump, conhecido por criar teorias de conspiração falsas durante a campanha presidencial de 2016.

"Eu acho que James Woods também gravou algumas falas para essa atração do parque, por que vocês não dão uma olhada nos tweets dele? São bem loucos!", prossegue, falando do intérprete de Hades, que tem causado polêmica no Twitter por suas postagens agressivas defendendo Trump.

"Por fim, para deixar claro, eu apoio sobreviventes de abuso sexual, e também estive pensando: Vocês ainda ganham dinheiro com o seu filme 'Energia Pura'? Estou perguntando para um amigo", completa, citando o caso do filme de 1995 dirigido por Victor Salva, que foi preso por abusar sexualmente do astro menor de idade de outro de seus filmes.

A Disney não lançou nenhum tipo de declaração oficial respondendo ao pedido do comediante.