Topo

Entretenimento

Ligações para serviços de prevenção ao suicídio batem recorde após mortes de Spade e Bourdain

Andy Kropa/Invision/AP
O chef Anthony Bourdain em Nova York Imagem: Andy Kropa/Invision/AP

Do UOL, em São Paulo

08/06/2018 19h01

O número de ligações para os diversos serviços de prevenção ao suicídio nos Estados Unidos estão atingindo recordes após mortes de personalidades internacionalmente reconhecidas como o chefe de cozinha, escritor e apresentador Anthony Bourdain, nesta sexta (8), e a estilista Kate Spade, na terça (5).

"Nós definitivamente tivemos um aumento", disse ao site The Wrap nesta sexta-feira Lauren Foster, diretora executiva da Hope Line, uma linha direta de prevenção ao suicídio sem fins lucrativos que fica no Estado da Carolina do Norte. "Entramos em contato com nossos voluntários e nos certificamos de que tivéssemos pessoas extras hoje", explicou a diretora.

Foster disse que a organização, que normalmente recebe cerca de 800 ligações e mensagens de texto por mês, já atendeu cerca de 400 pessoas apenas nos últimos oito dias, um aumento de 87%. O aumento também teria relação com a morte da estilista Kade Spade - já confirmada como um caso de suicídio - e do DJ sueco Avicii, no final de abril.

Leia também

AP Photo/Bebeto Matthew
A estilista Kate Spade Imagem: AP Photo/Bebeto Matthew

"Quando as pessoas que têm pensamentos suicidas vêem pessoas aparentemente felizes, famosas e ricas se suicidante, isso as faz sentir ainda mais sem esperança", explica Foster. "Eles acham que se eles morressem ninguém se importaria."

Outra linha de prevenção ao suicídio, a Real Crisis  Intervention, que também tem sede na Carolina do Norte, fala em um número recorde de ligações e mensagens de texto. A linha direta, que recebe uma média de 250 chamadas por dia, já recebeu mais de 200 antes das 14h desta sexta-feira.

A Real Crisis  Intervention disse que o mês passado foi um dos mais movimentados de todos, com 8.146 chamadas - quase mil chamadas a mais do que no mês anterior. Em 6 de junho, um dia depois que Kate Spade foi encontrada morta, foi o mais movimentado do ano, com 333 chamadas.

Tracy Kennedy, diretora assistente da Real Crisis, disse ao The Wrap que, embora nem todos os que ligaram tenham mencionado o nome de Anthony Bourdain como um motivo para a ligação, "muitos deles" o fizeram. Ela disse que também precisou chamar pessoal extra nesta manhã, antecipando o aumento das ligações.

“Quando alguém que admiramos se suicida, isso nos faz refletir sobre nossas próprias vidas e estresse”, ela disse, “e isso ajuda a ajudar as pessoas a se aproximarem, o que é importante", conclui.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento