Topo

Música

Família de Avicii agradece homenagens e pede privacidade sobre morte do DJ

Reprodução/Facebook
Imagens da carreira de Tim Bergling, também conhecido como DJ Avicii Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

23/04/2018 16h55

A família do DJ Avicii, nome artístico de Tim Bergling, que morreu aos 28 anos, divulgou um comunicado oficial nesta segunda-feira (23), três dias após a morte do DJ sueco. A família agradeceu aos fãs e artistas pelas homenagens ao redor do mundo e demonstraram toda sua dor com a perda precoce do DJ.

Avicii foi homenageado em praça pública em Estocolmo, sua cidade natal, onde milhares de pessoas se reuniram para dançar suas músicas no final de semana. O DJ também foi lembrado por David Guetta, que incluiu suas músicas em uma apresentação em Las Vegas, e pela ex-namorada, que chegou a compartilhar as últimas mensagens que trocou com o amado nas redes sociais. O DJ brasileiro Alok também homenageou o sueco no final de semana, além de artistas que se apresentaram no festival Coachella.

Os pais e o irmão de Avicii estão reunidos em Omã acompanhando de perto a investigação sobre a morte e tentando a liberação do corpo. Eles pediram "privacidade" neste momento difícil. A causa da morte do DJ ainda não foi esclarecida, embora a polícia local não suspeite de crime.

Leia o comunicado na íntegra:

"Gostaríamos de agradecer por todo o apoio e palavras carinhosas sobre nosso filho e irmão. Somos muito agradecidos a todos que amavam a música do Tim e têm memórias preciosas de suas canções. Obrigado por todas as homenagens ao Tim, com multidões reunidas, sinos de igreja tocando sua música, tributos no Coachella e momentos de silêncio ao redor do mundo. Também agradecemos pela privacidade durante este período difícil. Desejamos que continue assim. Com amor, a família de Tim Bergling"

Problemas de saúde

Avicii tinha problemas de saúde e estava afastado dos palcos desde 2016. A morte, porém, pegou todos de surpresa, já que dias antes de sua morte ele parecia bem curtindo férias em um resort no país do Oriente Médio.

Um dos maiores nomes da música eletrônica dos últimos anos, Avicii sofria há tempos de uma pancreatite aguda, causada em parte por excesso no consumo de bebidas alcoólicas. Em 2014, ele passou por cirurgias para remover o apêndice e a vesícula biliar.

Nas redes sociais, artistas e celebridades lamentaram a morte do DJ e lembraram de seu talento. "Uma alma linda, apaixonada e talentosa, com muito mais a fazer. Meu coração está com a família dele. Deus te abençoe, Tim", escreveu Calvin Harris.

Indicado duas vezes ao Grammy por melhor gravação dance, por "Levels" (2012) e por "Sunshine" (2013), ele foi eleito terceiro melhor DJ do mundo pela conceituada revista "DJ Mag" em um ranking dos cem melhores. Entre seus maiores sucessos estão as canções "Wake Me Up" e "Hey Brother".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!