Topo

Música

Pacto suicida? Equipe de resgate "salva" amigos que só estavam curtindo metal

Do UOL, em São Paulo

11/04/2018 13h50

Quem nunca foi para o meio do nada, vestido de preto e com a cara pintada com maquiagens soturnas, não é mesmo? É isso que deve ter passado na cabeça de alguns escoceses que se reuniram simplesmente para trocarem ideia e curtir um bom e velho heavy metal. Eis que uma equipe de resgate enorme, tal qual numa cena de filme, surgiu para resgatá-los de um pacto suicida.

Parece absurdo, mas aconteceu em uma ilha em Loch Leven, na Escócia, no domingo à noite. Ambulâncias, botes e bombeiros foram mobilizados depois que alguém que estava passando pelo local achou que os caras estavam realizando alguma atividade proibida -- e, mais que isso, suicida.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Três homens estavam tomando cerveja ao redor de uma fogueira no local, com seus filhos dormindo em uma barraca armada por lá. Foi então que viram as luzes da polícia na direção deles.

“Por alguma razão, a polícia recebeu uma denúncia de que poderíamos estar em grande perigo e eles vieram nos resgatar”, disse o metaleiro Panagiotis Filis, que dá aulas na Universidade de Aberdeen, ao "The Guardian". “Eles realmente fizeram um grande trabalho de resgate, a única questão é que a gente não precisava de resgate.”

LEIA TAMBÉM:

A polícia inclusive quebrou o vidro de um dos carros do grupo, que estava parado em terra firme. Eles buscavam alguma nota suicida. Quando interrogaram os homens, a preocupação passou a ser sobre um caso de sequestro. Levados a terra firme, 20 veículos de emergência e 50 pessoas estavam por lá. Tudo foi esclarecido.

“A quantidade de recursos que foram levantados foi simplesmente ridícula”, lamentou outro deles, Ross Anderson, engenheiro civil. “Um policial estava com a mão toda cortada porque destruiu o vidro do meu carro. Eles estavam prontos para algo que não tinha fundamento.”

Dan Henderson, professor e integrante da banda de metal Nyctopia, deu sua versão: “Eles tentaram insinuar que tínhamos feito algo errado, mas a gente só estava acampando, bebendo cerveja e ouvindo heavy metal”. Para ele, o fato de estarem de preto e as crianças estarem com os rostos pintados pode ter feito com que eles tenham sido julgados de forma totalmente errada por alguém que passou por lá mais cedo.

O grupo incluía duas crianças de dez anos, uma de sete e o cachorro Jazz. Os homens foram obrigados a ficar por lá e dormir em seus carros, já que estavam com álcool demais no sangue para dirigirem.

A polícia escocesa falou do caso  -- mas sem explicar a lambança que fizeram: “Nós fomos chamados com uma preocupação sobre um grupo de pessoas às 19h do domingo. Inquéritos foram feitos, junto a bombeiros e equipes de resgate e eles foram encontrados são e salvos perto da meia-noite”. Será que eram 2 minutos para a meia-noite?

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!