Topo

Música

Áudio mostra ex-Cranberries feliz por gravar com banda de metal antes da morte

Niall Carson/PA via AP
Dolores O'Riordan, cantora do The Cranberries, em foto de 2015 Imagem: Niall Carson/PA via AP

Do UOL, em São Paulo

05/04/2018 09h25

Uma curiosidade marcou a morte da líder dos Cranberries, Dolores O’Riordan. No mesmo dia em que partiu, a cantora entraria em estúdio para gravar uma versão cover da música “Zombie”, seu grande hit, ao lado de uma banda de metal, a Bad  Wolves.

Dolores morreu no dia 15 de janeiro, aos 46 anos -- a causa oficial ainda não foi divulgada. O site “TMZ” publicou nesta quinta uma mensagem que ela mandou na madrugada do dia de sua morte. E, apesar de notícias de que ela sofria de uma severa depressão, a cantora estava empolgada em regravar Zombie.

“Olá Dan, aqui é Dolores, estou em Londres”, disse ela, no recado de voz endereçado a Dan Waite, amigo de longa data e executivo de uma gravadora. Ela então fala sobre o cover do Bad  Wolves. “Na verdade, eu achei bom pra  caralho. Soa incrivelmente bom pra  caralho. Se você precisar de mim, posso ir ao estúdio.”

A notícia da morte de Dolores pegou a todos de surpresa, inclusive a banda Bad Wolves, um grupo formado recentemente e que tem Tommy Vext nos vocais -- ele é conhecido pelos trabalhos no Snot, Divine Heresy e Westfileld Massacre.

Sem a presença de Dolores, a banda seguiu com o plano de lançar a canção, o que aconteceu semanas depois. O resultado é que o cover viralizou no Spotify e chegou a ser destaque nas listas de virais da plataforma. Hoje, já soma 8 milhões de audições no Spotify e quase 25 milhões de visualizações no clipe, no Youtube. A banda prometeu usar os ganhos com a música para ajudar financeiramente os filhos de Dolores.

“Dan me mandou uma mensagem falando que ela tinha adorado a nossa versão e que queria cantar com a gente. Isso fez meu ano, ter essa validação”, disse Tommy Vext, à Rolling Stone. “A letra dessa música remete à crise social, o turbilhão político e a persistência da humanidade em enfrentar os problemas. Quando ela cantava essa música, tinha muita honestidade, transparência e vulnerabilidade. São coisas que qualquer artista deveria buscar.”

Foi anunciado recentemente que será lançada uma edição especial de 25 anos do álbum de estreia do Cranberries, "Everybody  Else  Is  Doing It, So  Why  Can't  We?". Além disso, também está prometido um lançamento com as últimas gravações junto à cantora.

Ouça o áudio, em inglês: 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!