PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Coprodução brasileira, "Rise" competirá entre curtas no Festival de Berlim

Cena do curta "Rise" - Divulgação
Cena do curta "Rise" Imagem: Divulgação

De Berlim (Alemanha)

14/01/2019 15h46

O curta-metragem "Rise", da brasiliense Bárbara Wagner e do alemão Benjamin de Burca, estará entre os 24 trabalhos de 17 países que concorrerão na próxima edição do Festival de Berlim, que terá início no dia 7 de fevereiro, segundo informaram os organizadores nesta segunda-feira.

O representante brasileiro na disputa foi coproduzido com Canadá e Estados Unidos. O curta acompanha uma comunidade de jovens artistas, músicos e poetas em um ato de autoempoderamento através de música e poesia na periferia de Toronto, no Canadá.

Também concorrerão curtas-metragens procedentes de Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, Sudão, Bósnia, Hungria, Áustria, França, Vietnã, Kosovo, França, Portugal, Índia, Canadá e China.

"Necessitamos novos modelos de papel e multiplicidade de histórias se quisermos desenhar um futuro viável para todos nós", afirmou a responsável desde 2007 da seção Berlinale Shorts, Maike Mia Höhne, que assumirá a direção de arte do Festival Internacional de Curtas de Hamburgo a partir de março de 2019.

Esses filmes "abordam diversas dimensões do poder, a visibilidade e o conhecimento como elementos integrais do estudo da questão da participação", afirma o comunicado dos organizadores.

O júri internacional de curtas será formado pelo americano Jeffrey Bowers, curador do Vimeo; a croata Vanja Kaludjercic, diretora de compras do MUBI, e Koyo Kouoh, diretora artística e fundadora do centro de arte RAW Material Company do Senegal. EFE

Entretenimento