Topo

Pop


Cardi B personificará empoderamento feminino no Grammy 2019

Cardi B lança primeiro clipe após virar mãe, em parceria com Kehlani - Reprodução/Youtube
Cardi B lança primeiro clipe após virar mãe, em parceria com Kehlani Imagem: Reprodução/Youtube

Jill Serjeant

De Los Angeles (EUA)

05/02/2019 12h33

Os rappers Kendrick Lamar e Drake podem liderar em número de indicações, mas a premiação do Grammy, neste domingo (10), parece destinada a ser um demonstração de empoderamento feminino.

A desbocada rapper Cardi B, cuja música e vida pessoal dominaram a cultura pop nos últimos dois anos, comandará a presença feminina na maior noite da música com uma apresentação e cinco indicações, incluindo de melhor disco e gravação do ano.

A cantora de R&B Alicia Keys apresentará a cerimônia pela primeira vez, e Miley Cyrus, Janelle Monae, Camila Cabello e Kacey Musgraves também cantarão ao vivo no espetáculo realizado em Los Angeles.

A cantora Alicia Keys, uma das atrações do Grammy - Getty Images
A cantora Alicia Keys, uma das atrações do Grammy
Imagem: Getty Images

São grandes as esperanças de que Lady Gaga interprete "Shallow", canção do filme "Nasce Uma Estrela" indicada ao Grammy e ao Oscar.

Mas Cardi B deve monopolizar os holofotes. A artista nova-iorquina de 26 anos é só uma de várias mulheres rappers e chamou atenção com sua mensagem de empoderamento feminino, durante e depois de seu casamento com o rapper Offset, com uma leva de gravações e colaborações de sucesso, como "I Like It", "Girls Like You" e "Taki Taki".

"Cardi B é uma mulher muito forte que controla a própria carreira. Ela é realmente talentosa, tem algo a dizer e é divertida. Ela é como um sopro de ar fresco", disse Melinda Newman, editora da costa oeste dos Estados Unidos da revista Billboard.

"Com Alicia Keys e todas as mulheres indicadas, acho que teremos um show muito inclinado às mulheres. Isso não é necessariamente proposital, é só como as coisas rolaram neste ano", acrescentou.

A cantora e atriz Janelle Monáe no Oscar 2017 - Getty Images
A cantora e atriz Janelle Monáe no Oscar 2017
Imagem: Getty Images

É uma grande diferença em relação a 2018, quando a escassez de mulheres que foram indicadas e se apresentaram causou um furor midiático e levou a Academia de Gravações, cujos membros escolhem os vencedores do Grammy, a aumentar de cinco para oito o número de indicados nas quatro categorias principais.

Neste ano cinco dois oito indicados ao cobiçado prêmio de disco do ano são de mulheres: "Invasion of Privacy", de Cardi B, "Dirty Computer", de Janelle Monae, "By the Way, I Forgive You", da cantora folk Brandi Carlile, "Golden Hour", da artista country Kacey Musgraves e "H.E.R.", da novata de R&B de mesmo nome.

Seis dos oito músicos que competem como melhor artista novo também são mulheres, entre elas Dua Lipa, intérprete britânica de "New Rules", Chloe & Halle, Bebe Rexha e H.E.R.

Mais Pop