PUBLICIDADE
Topo

Leticia Sabatella lembra contato com Flordelis: 'Lobos em pele de cordeiro'

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

26/08/2020 04h00Atualizada em 26/08/2020 14h52

Leticia Sabatella integrou o elenco estrelado de "Flordelis - Basta uma Palavra para Mudar" (2009) e, pela primeira vez, falou sobre a experiência de ter rodado o filme sobre a pastora e deputada federal do PSD-RJ denunciada nesta semana como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

Além de Letícia, o filme tinha vários outros atores conhecidos, como Alinne Moraes, Cauã Reymond, Reynaldo Gianechinni e Deborah Secco.

Nem a Globo já conseguiu reunir uma constelação como esta em uma novela do horário nobre.

Procurada pelo UOL, Sabatella lembra que o encontro com Flordelis foi breve e diz que caiu em uma armadilha. Vale lembrar que os atores do filme não receberam cachê, já que o objetivo era divulgar o trabalho da pastora que ficou conhecida por adotar mais de 40 filhos na época. Até matéria no "Fantástico" ela chegou a fazer.

Fui levada pelo meu empresário na época [a fazer o filme]. De fato, todos fomos participar de uma ação beneficente. Foi muito rápido o contato com ela. A conheci no mesmo dia. Havia muitas crianças. Enfim, um engodo gigante

A atriz lamenta o assassinato do pastor Anderson em circunstâncias que ainda estão sendo investigadas. Sabatella conta ter tirado uma lição por ter aceitado este trabalho no filme sobre Flordelis.

Um crime como este... Horrível. Aprendi com o tempo a ter mais cautela com quem ostenta tanto a sua autopromoção, beirando a divindade. Lamento demais pelas vítimas destes lobos em pele de cordeiro

O diretor Marco Antônio Ferraz lamentou a realização do filme em entrevista ao jornal Extra

Me arrependo. Se fosse hoje, jamais teria feito esse filme. Não sou cineasta. Sou um contador de histórias e o que contei foi uma mentira diante dos fatos que conhecemos agora (...) Estou dilacerado, me sinto enganado. É como se não pudesse confiar em ninguém.

Thiago Martins também desabafou sobre ter feito parte da história contada nos cinemas. Ao UOL, ele afirmou:

Sei o quanto uma ajuda e um carinho são importantes. Fiquei muito triste e decepcionado. Espero que a justiça seja feita e que ela pague pelo seu erro, uma pena apagar toda admiração e respeito que tinha por ela

A acusação contra Flordelis

Flordelis foi indiciada sob acusação de crime de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada.

O crime aconteceu em 16 de junho de 2019, quando ele chegou em casa, em Niterói (RJ), e foi alvejado com vários tiros.

Por ter imunidade parlamentar, a deputada não pode ser presa, a não ser em flagrante delito. O PSD já anunciou que ela será suspensa do partido e pode acabar sendo expulsa. Além de Flordelis, dez pessoas foram denunciadas e todas estão presas.