PUBLICIDADE
Topo

Site: Brad Pitt contratou escritor de discursos para Oscar e outros prêmios

Brad Pitt vence prêmio no SAG Awards - Kevork Djansezian/Getty Images for Turner
Brad Pitt vence prêmio no SAG Awards Imagem: Kevork Djansezian/Getty Images for Turner

Do UOL, em São Paulo

06/02/2020 15h19

Resumo da notícia

  • Brad Pitt contratou escritor de discursos para temporada de premiações
  • Site Vulture apurou que prática não é incomum em Hollywood
  • "Muitos atores são folgados", ironizou representante de agência de escritores de discursos

Com o Oscar chegando no próximo domingo, a vitória de Brad Pitt como melhor ator coadjuvante por Era Uma Vez em... Hollywood parece muito provável — afinal, ele levou o prêmio da categoria no Globo de Ouro, no SAG Awards e no BAFTA, três dos principais "termômetros" do Oscar.

Nessas e em outras cerimônias, o astro se destacou também pelos discursos cheios de piadinhas inspiradas. No BAFTA, por exemplo, fez referência ao Brexit e ao afastamento do príncipe Harry da família real. No entanto, parece que Pitt não é o autor dessas e de outras tiradas geniais.

O site Vulture entrou em contato com algumas agências especializadas na criação de discursos, e pelo menos uma delas confirmou que os representantes de Pitt tentaram fazer contato para a contratação de um "escritor fantasma", alguém que confeccionasse discursos perfeitos para as premiações.

A agência frisou, no entanto, que esta não é prática incomum em Hollywood. "É um dos segredos mal guardados desta indústria", brincou um representante, que não quis se identificar no texto.

Como a reportagem destacou, a atriz e roteirista Carrie Fisher, conhecida pelo papel de Leia em Star Wars, já foi uma das profissionais desse ramo, e escreveu muitos discursos para colegas da indústria.

Segundo o entrevistado da Vulture, um dos principais motivos para se contratar um profissional na hora de criar discursos para premiações é que eles "conhecem o público de cada cerimônia".

"Saber a diferença entre o que funciona com os atores [no SAG] e com os britânicos [no BAFTA] é fundamental", contou. "Outro motivo é que muitos [atores] são folgados".