PUBLICIDADE
Topo

Filmes e séries


Larissa Manoela estreia na Netflix e promete: "Esse é o ano da minha vida"

Larissa Manoela em cena do filme Modo Avião - Aline Arruda/Divulgação
Larissa Manoela em cena do filme Modo Avião Imagem: Aline Arruda/Divulgação

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

23/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Atriz protagoniza seu primeiro filme, Modo Avião, para a gigante do streaming
  • No longa, ela vive uma influenciadora digital em 'detox'
  • Ela contracena com Erasmo Carlos
  • Modo Avião estreia nesta quinta-feira

Larissa Manoela está no carro a caminho do hotel enquanto cede esta entrevista por telefone ao UOL. Poderia ser uma cena de Modo Avião, seu primeiro filme com a Netflix que chega hoje ao serviço de streaming. Mas não é. Enquanto fala sobre o novo projeto, a atriz e cantora de 19 anos está voltando do primeiro dia de gravação de um outro filme, o sétimo de uma carreira que começou aos 4 anos.

A saída do SBT, há pouco mais de um mês, não significa que a vida de Lari, como gosta de ser chamada, está mais tranquila. Ela segue emendando um trabalho no outro. A rotina agitada combina com o que vemos logo no começo de Modo Avião. Na comédia romântica, Larissa Manoela é Ana, uma influenciadora digital que tem contrato com uma marca de roupas e um dia a dia bem mais agitado e cheio de preocupações do que o de muitos executivos de grandes empresas.

"A construção dela foi um desafio, assim como tantos outros, justamente por eu viver muito o que a Ana vive. É claro que em proporções diferentes e um outro insight. Ela tem um vício em celular e uma dependência de rede social que acabou ultrapassando os limites e afetando a vida dela e a dos outros", conta Larissa sobre a personagem.

No filme, Ana se envolve em um acidente após se distrair com o celular no carro e é enviada para a fazenda do avô —bem distante de qualquer sinal de wi-fi—para voltar ao mundo real. Já Larissa diz tentar se controlar em relação ao uso de celular e redes sociais.

Modo Avião - Trailer #1

Cenapop

"Eu sempre tento me policiar bastante, até porque a vida virtual proporciona coisas incríveis, mas é preciso valorizar os momentos com as pessoas. Eu aprendi muito com a Ana e a Ana levou muitas coisas da Larissa. Mesmo assim, sempre tento dar uma cara que deixe a personagem original, principalmente para o tema que ela está falando que está muito em alta hoje em dia."

O "modo avião" da atriz consiste numa constante atenção ao tempo de uso de seus gadgets. "O próprio celular tem recursos hoje que facilitam. Você consegue ver quantas horas por dia você passa no celular e em cada aplicativo, por exemplo. Então eu acompanho esses dados e vejo se está um pouco além ou se está tudo bem. Eu tenho uma meta que coloco e recebo notificações para me policiar, para ter um momento de olhar no olho, engatar uma conversa, trocar uma ideia", garante.

É na fazenda do avô, personagem de Erasmo Carlos, que a menina vai descobrir que o mundo concreto pode ser tão interessante quanto o virtual e ainda se encantar por um tipo bem diferente do dela, que nem celular tem. "A Ana estava desconectada daquela família, ela estava conectada só na vida dela, no perfil, na agência, nos fãs, e acabava esquecendo o real motivo de tudo. Ela não estava respeitando nem ela nem os outros", avalia Larissa sobre a primeira fase de sua personagem, que tem uma virada quando descobre o quanto estava sendo sufocada pela rotina e os contratos.

Para ela, o que fica de Modo Avião é um alerta que serve não só para o seu público —formado principalmente por crianças e adolescentes— mas também para os adultos.

"É preciso valorizar o momento presente, aquilo que você está vivendo hoje e não só através das redes sociais. Tem que usar a tecnologia com consciência. Saber valorizar a vida pessoal e as pessoas que estão perto de você. É uma mensagem não só para as crianças e os adolescentes, mas para todo mundo, já que hoje em dia o celular faz parte do braço, da mão. As pessoas ficam meio desesperadas quando não têm à mão todos aqueles recursos. A gente precisa parar e pensar."

O ano de Larissa Manoela

Além do contrato com a Netflix, com duração de três anos e mais projetos pela frente, Larissa já começou a rodar seu novo filme, Diários de Intercâmbio. Para esse trabalho, que não tem relação com o streaming e chega direto aos cinemas, ela mudou de visual —adotando fios ruivos e piercings na orelha. A atriz garante que vai permanecer assim até que surja um novo pedido de mudança. "Gosto de sair da zona de conforto", diz.

Larissa é também uma das atrações do festival Tudum, da Netflix, no sábado (25). Lá, além de falar um pouco mais sobre Modo Avião, já deve adiantar qual será o próximo passo em parceria com a plataforma.

"Ainda não posso falar muita coisa, mas a minha personagem do próximo filme da Netflix é bem madura, tem uma personalidade diferente, é bem legal", garante ela, que também está cotada para uma novela da Globo, apesar de não confirmar ainda.

"Esse ano é muito simbólico para mim. Eu sempre costumo dizer que toda virada de ano a gente tem que ter pensamentos positivos e sei que esse vai ser o ano da minha vida."

Sobre os próximos passos, ela pede um pouco de paciência aos fãs e aos 28 milhões de seguidores que acumula só no Instagram. "Estou muito feliz com o meu trabalho. Em algum momento eu teria que sair da televisão aberta e estar preparada para essa nova fase que estou vivendo, que vai se iniciar. Estou conciliando tudo e tem vários projetos futuros muito bacanas. Quando eu souber de fato que eles vão acontecer, vou com certeza compartilhar com todo mundo. Mas eu sempre digo que o futuro a Deus pertence e eu tenho certeza que ele vai me surpreender e todo mundo vai ficar sabendo assim que tiver notícias concretas e oficiais", finaliza.

Filmes e séries