PUBLICIDADE
Topo

Filmes e séries


Minha Mãe é uma Peça 3 se torna maior bilheteria do cinema nacional

Paulo Gustavo em cena de Minha Mãe É Uma Peça 3 - Divulgação
Paulo Gustavo em cena de Minha Mãe É Uma Peça 3 Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Do UOL, em São Paulo

22/01/2020 11h42

Resumo da notícia

  • Minha Mãe é uma Peça 3 se tornou filme mais lucrativo da história do cinema nacional
  • Com mais de R$ 143 milhões, ele superou o longa anterior da franquia no posto
  • Mais de 9,1 milhões de espectadores já foram assistir à comédia nos cinemas

Minha Mãe é uma Peça 3: O Filme se tornou a maior bilheteria da história do cinema nacional, com R$ 143,9 milhões arrecadados em sua passagem pelas salas. O recorde noticiado pela produtora Downtown Filmes foi confirmado ao UOL pela Comscore.

De acordo com a empresa, o longa superou o capítulo anterior da própria franquia, Minha Mãe é uma Peça 2, para atingir o topo. Lançado em 2016, o segundo filme da série estrelada por Paulo Gustavo arrecadou R$ 123,8 milhões.

"A mãe mais amada do Brasil tá tendo um troço aqui! Não poderia ser diferente, né?", brincou a Downtown Filmes no anúncio. "Obrigado, Brasil!". No filme, dirigido por Susana Garcia, a dona Hermínia protagonizada por Paulo Gustavo aparece mais politizada.

Dessa vez, o público vê a mesma mãe impaciente, que sempre dá um jeitinho de detonar Marcelina (Mariana Xavier), sem piadas gordofóbicas ou homofóbicas, diferentemente do que aconteceu nos filmes anteriores.

Minha Mãe é uma Peça 3 bateu o recorde de bilheteria levando mais de 9,1 milhões de espectadores aos cinemas. É um número menor do que filmes como Nada a Perder, Os Dez Mandamentos e Tropa de Elite 2, que levaram mais de 11 milhões aos cinemas.

No entanto, fatores como o preço maior dos ingressos levaram Minha Mãe é uma Peça 3 a superar os concorrentes em termos de arrecadação.

Filmes e séries