PUBLICIDADE
Topo

Jane Fonda chama Bolsonaro de "piada" por acusar DiCaprio: "É patético"

 Angela Weiss / AFP
Imagem: Angela Weiss / AFP

Do UOL, em São Paulo

13/12/2019 11h46

Jane Fonda é um dos nomes mais importantes de Hollywood. Aos 81 anos, a atriz consagrou uma carreira nas telonas e também por trás delas, ocupando um papel importante no ativismo ao participar de manifestações contra a Guerra do Vietinã, nos anos 70, e recentemente a favor das questões ambientais, luta que a fez ser detida quatro vezes em 2019.

Em entrevista à Veja, Jane comentou as acusações feitas contra o ator Leonardo DiCaprio pelo presidente Jair Bolsonaro, o que ela considera uma "piada".

"É patético. É risível. É uma piada (...) Eu acompanho a política brasileira. Estava em Michigan durante as eleições presidenciais brasileiras, quando Bolsonaro foi eleito. Alguns brasileiros me viram e começaram a chorar ao dizer que ele havia ganhado a disputa presidencial. Eles sabiam o que significava para seu país aquela vitória e não conseguiram se conter. Eu me senti muito mal. Já passei um tempo no Brasil, amo o país, amo seu povo, e sinto muito que tenha chegado a esse ponto".

A atriz comparou ainda o presidente brasileiro a Donald Trump e afirmou considerar suas medidas estritamente financeiras.

"É um homem que permite as queimadas na Floresta Amazônica em troca de dinheiro, em nome da produção agrícola, mas sem cuidado algum, suja. Ele não entende que está potencialmente destruindo um órgão vital do planeta, com a Amazônia em chamas — além do ridículo, reafirmo, de culpar Leonardo DiCaprio e os ambientalistas. Respeito a coragem e o sacrifício dos brigadistas que foram injustamente presos, recentemente. Calá-los é como tentar coibir a imprensa livre. Mas vocês vão superar isso. Assim como nós, americanos, conseguiremos superar esse período com Donald Trump".