PUBLICIDADE
Topo

Brad Pitt: "Eu passei parte dos anos 90 me escondendo e fumando maconha"

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em Sâo Paulo

10/12/2019 18h08

Nos anos 90, um dos maiores nomes de Hollywood era Brad Pitt. Considerado um dos homens mais bonitos do mundo, ele estrelou diversos filmes de gêneros diferentes, desde Entrevista Com o Vampiro (1994) a Clube da Luta (1999).

Em uma recente entrevista para o The New York Times, no entanto, ele revelou que ele não considera aquela uma boa época em sua vida: o ator se sentiu pressionado pela fama no início de sua carreira.

"Eu passei a maior parte dos anos 1990 me escondendo e fumando maconha", afirmou no bate-papo com o jornal. "Eu estava muito desconfortável com toda a atenção".

Segundo Pitt, ele só conseguiu alterar a forma como via a fama quando se viu encurralado. "Ela chegou a um lugar em que eu sabia que estava me aprisionando", declarou. Então, ele começou a enxergar seu papel dentro do esquema dos famosos em Hollywood de uma forma nova.

"Agora, eu saio e vivo a vida e geralmente as pessoas são bem legais", disse, salientando que uma memória de sua infância teve muita importância no processo de mudança de sua mentalidade: o dia em que ele foi chamado, da plateia, para brincar com os Harlem Globetrotters, equipe de basquete americana que faz turnês pelo mundo realizando apresentações altamente performáticas.

De acordo com ele, isso o fez lembrar que a relação entre ídolos e fãs pode fazer com que as pessoas se sintam bem. Foi pensando nisso que ele parou de se esconder.

"Estou tentando dizer que tenho a oportunidade de alegrar o dia de alguém. Isso é uma coisa rara", ponderou.