Topo

Entretenimento


Scorsese tenta se explicar sobre afirmação de que filmes da Marvel não são cinema

Martin Scorsese (à esq.) e Robert De Niro na pré-estreia de "O Irlandês" no Festival de Londres - Gareth Cattermole/Getty Images
Martin Scorsese (à esq.) e Robert De Niro na pré-estreia de "O Irlandês" no Festival de Londres Imagem: Gareth Cattermole/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/10/2019 10h13

O aclamado diretor norte-americano de cinema Martin Scorsese voltou a falar sobre os filmes da Marvel e sua avaliação de que "não são cinema". No começo de outubro, em entrevista à revista britânica Empire, e depois na divulgação do seu novo longametragem, "O Irlandês" (The Irishman), o cineasta afirmou que filmes de superheróis "não são cinema" e que se assemelham a "parques temáticos de diversão".

"Eu não vejo (os filmes). Eu tentei, sabe? Mas aquilo não é cinema. Honestamente, o mais próximo que consigo pensar deles, por mais bem-feitos que sejam, com os atores fazendo o melhor que podem sob as circunstâncias, são os parques temáticos. Não é o cinema de seres humanos tentando transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano", criticou.

O comentário causou indignação de vários profissionais envolvidos com o MCU (Universo Cinematográfico da Marvel, na sigla em inglês), entre eles o ator norte-americano Robert Downey Jr., protagonista da sequência "Homem de Ferro".

"É a opinião dele. Quero dizer, isso (os filmes da Marvel) passa nos cinemas. Eu aprecio sua opinião, porque eu acho que é como qualquer coisa. Nós precisamos de todas as diferentes perspectivas para podermos chegar ao centro e seguir adiante", disse o ator.

Em nova declaração, Scorsese voltou ao assunto, numa tentativa de se explicar. Em entrevista a jornalistas após a exibição de seu novo filme no London Film Festival, ele disse que os filmes da Marvel são "algo diferente".

"Como eu disse antes, isso não é cinema, é algo diferente. Se você gosta ou não, é outra questão, e nós não deveríamos ser invadidos por isso [os filmes da Marvel]", explicou.

"Isso é bom, e está tudo bem para quem gosta desse tipo de filme. E, a propósito, sabendo o que acontece com eles agora, admiro o que eles fazem. Não é o meu tipo de entretenimento, simplesmente não é. Está criando outro tipo de público, que pensa que cinema é isso, e por isso é uma grande questão. Precisamos que as salas de cinema se imponham para permitir a exibição de filmes narrativos".

O novo trabalho de Scorsese estreia em 27 de novembro na Netflix. Antes disso, terá uma curta exibição em alguns cinemas. No Brasil, sairá em 14 de novembro, porém a gigante do streaming ainda não revelou em quais cidades e salas o longa será exibido.

*Com informações do tecmundo e do ComicBookMovie.com.

Entretenimento