Topo

Os planos de KondZilla para o canal que bateu 1 milhão de inscritos sem vídeos

Kondzilla em entrevista ao UOL sobre a série Sintonia - Rafael Roncato/UOL
Kondzilla em entrevista ao UOL sobre a série Sintonia Imagem: Rafael Roncato/UOL

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

22/08/2019 12h52

KondZilla bateu ontem a marca de 1 milhão de inscritos em seu novo canal no YouTube antes de publicar qualquer vídeo: o Portal KondZilla. Paralelo ao canal KondZilla, que tem 51 milhões de inscritos com clipes de funk, o novo canal vai trazer vídeos de comportamento, empreendedorismo, diversidade e os bastidores do funk que não são mostrados no canal original.

O conteúdo só entrou no ar hoje com o Manifesto da Favela, publicado simultaneamente com outros 20 vídeos depois da marca de 1 milhão de inscritos.

"O passado nos ensinou muito. Tentaram nos segurar e até conseguiram, mas somos fortes. Hoje somos a cara do futuro", diz o manifesto, que exalta o público que mostrou sua cara no trabalho desenvolvido pelo diretor de videoclipes e o mesmo público que ele pretende atingir com o novo conteúdo.

"Nosso público quer consumir ainda mais conteúdo que eles se identifiquem e nós queremos manter a nossa essência em dar voz ao jovem de favela. Por isso, os vídeos do canal Portal KondZilla abordam assuntos que agregam e que fazem parte do dia a dia deles", diz Konrad Dantas, o Kond, fundador da KondZilla e idealizador do projeto.

De zero a 30 vídeos

A ideia é se aproximar de quem assiste com uma nova linguagem, que elimina a figura de entrevistador e entrevistado e coloca a própria pessoa para contar a sua história. Ontem, no seu Instagram, Kond revelou que - apesar de até aquele momento o novo canal não ter conteúdo - eles já tinham mais de 150 vídeos gravados para o novo canal.

Depois do lançamento, a ideia é liberar três vídeos novos por semana com duração de até 3 minutos. Os vídeos podem ser assistidos no canal Portal Kondzilla no Youtube ou diretamente no Kondzilla.com. Para o lançamento foram publicados 30 vídeos, sendo que 10 deles só podem ser acessados com exclusividade para cadastrados no site.

Vai ter clipe de funk?

Não, mas só na primeira leva o Portal Kondzilla já liberou entrevistas com artistas de funk e rap, como Rincon Sapiência, MC Cabelinho e MC Rebecca, além de bastidores de clipe e um tutorial de passinhos.

Pega a visão

Lançado menos de duas semanas depois da série Sintonia, da Netflix, também idealizada por KondZilla, o canal novo traz ainda uma série que aproveita um dos temos que se popularizou ainda mais com a série: "pega a visão". A ideia é mostrar figuras da favela falando de temas relevantes no universo jovem. O primeiro deles é gravidez na adolescência.

Olhar jornalístico

Os vídeos também mostram eventos relacionados ao mundo do funk, da periferia e ao próprio universo criado por KondZilla. Na primeira leva de vídeos, por exemplo, foram liberados vídeos com a festa de 50 milhões de inscritos do canal KondZilla, a festa de lançamento de Sintonia e o primeiro Baile da Gaiola voltado ao público LGBTQ+.

Mais Funk