Topo

Geek


Homem-Aranha fora do MCU: Sony diz que espera mudar a decisão no futuro

Tom Holland  e Marisa Tomei em cena de Homem-Aranha: Longe de Casa - Reprodução
Tom Holland e Marisa Tomei em cena de Homem-Aranha: Longe de Casa Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

21/08/2019 08h39

A Sony Pictures fez um pronunciamento público para falar da falta de acordo com a Disney para manter a parceria entre as companhias sobre os filmes do Homem-Aranha. A empresa se disse desapontada com o desenrolar da negociação, que pode tirar o super-herói do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), mas espera que as coisas possam mudar no futuro.

Segundo a Variety, a decisão da Disney de impedir que o presidente da Marvel, Kevin Feige, seguisse produzindo os filmes do super-herói causou muito desconforto, ainda mais após o sucesso de Homem-Aranha: Longe de Casa, que passou da marca de US$ 1 bilhão em bilheteria e se tornou o maior sucesso recente da Sony.

Sem Feige, os filmes da saga de Homem-Aranha com Tom Holland deixariam o MCU, o que pode ter enormes consequências na jornada dos super-heróis. A Sony ainda não anunciou como será a continuação da saga do Homem-Aranha.

"Muitas das notícias de hoje sobre o Homem-Aranha representaram mal a recente discussão sobre o envolvimento de Kevin Feige na franquia. Nós estamos desapontados, mas com respeito à decisão da Disney de não permitir que ele seja o produtor líder do nosso próximo filme do Homem-Aranha", disse a empresa, em comunicado.

"Nós esperamos que isso possa mudar no futuro, mas entendemos que todas as responsabilidades que a Disney deu a ele [Feige] - incluindo todas as recém-adquiridas propriedades da Marvel - não permitem que ele trabalhe em um projeto que não é deles. Kevin é fantástico e somos gratos por sua ajuda e direcionamentos, e agradecemos pelo caminho que ele nos colocou, o qual planejamos manter".

De acordo com o Deadline, que deu ontem em primeira mão a falta de acordo entre os estúdios, o ponto fundamental para a decisão é financeiro. Hoje a Sony repassa para a Disney 5% dos lucros obtidos com a bilheteria dos filmes do aracnídeo. A casa do Mickey estava querendo aumentar o repasse para 50%. Disney e Marvel - que foi comprada pela empresa de Mickey Mouse por U$ 4 bilhões, em 2009 - ainda não comentaram o comunicado da Sony.

Geek