PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro se compara a Johnny Bravo, personagem fortão e narcisista

O personagem Johnny Bravo e Jair Bolsonaro - Divulgação e Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo
O personagem Johnny Bravo e Jair Bolsonaro Imagem: Divulgação e Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

06/08/2019 10h06

O presidente Jair Bolsonaro criticou a imprensa e se comparou ao desenho animado Johnny Bravo durante um discurso ontem em Sobradinho, na Bahia.

A campanha acabou para a imprensa. Eu ganhei! A imprensa tem que entender que eu, Johnny Bravo, Jair Bolsonaro, ganhou, porra! Ganhou, porra! Vamos entender isso. Vamos trabalhar junto pelo Brasil.

O que ficou no ar foi o que Bolsonaro quis dizer quando se chamou de Johnny Bravo, um personagem fortão, com seu enorme topete loiro, peito estufado e insistentes calças jeans, camiseta preta e óculos escuros. Uma das suas piadas famosas é quando ele liga para a polícia porque há um cara bonito em sua casa. Spoiler: é ele mesmo.

Johnny mora com a mãe, que o trata como um garotinho, evita a vizinha, a pequena Suzy, e faz aulas com o mestre Ranma, um professor de caratê que o considera seu pior aluno. A imagem passada pelo desenho é bem clara. Johnny é um cara que se acha irresistível e faz tudo para conquistar as mulheres. No entanto, com seu jeito abobalhado e suas táticas que geralmente pendem para o assédio, se dá mal repetidas vezes.

Johnny Bravo é um desenho que parece ser sobre um galã com pinta de perfeito, mas que na verdade retrata bem o oposto disso, dando voz de resposta às mulheres e mostrando a força delas para lidar com o protagonista e com as situações que ele acha que consegue resolver - mas quase sempre se dá mal.

Criado no meio da década de 1990, por Van Partible, um americano de origem filipina, o desenho teve seu piloto indo ao ar pelo Cartoon Network em 1995 e entrou na programação dois anos depois. Foram quatro temporadas, com 178 episódios, até 2004.

O desenho entrou na grade do Cartoon brasileiro e também virou história em quadrinhos, game e chegou-se a cogitar um filme com Dwayne "The Rock" Johnson como estrela principal, que não foi em frente.

Muitos dos nomes envolvidos na criação de Johnny Bravo fizeram grandes projetos depois dele, como o roteirista Seth MacFarlane, que criaria Family Guy.

Além da citação no discurso, Bolsonaro postou uma imagem do personagem, ontem, dando boa noite aos seguidores de seu Twitter: