Topo

Filmes e séries


Criador de Chernobyl conta qual cena teve que cortar da série

Jared Harris e Emily Watson como Valery Legasov e Ulana Khomyuk - Divulgação
Jared Harris e Emily Watson como Valery Legasov e Ulana Khomyuk Imagem: Divulgação

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

03/08/2019 04h00

Segundo Craig Mazin, criador da série de Chernobyl, a ideia para a série da HBO nasceu com uma pesquisa rápida sobre o acidente na Wikipedia. Dali em diante, Mazin mergulhou em uma profunda pesquisa sobre todos os acontecimentos com uma das maiores tragédias da história. Em uma entrevista ao site Hollywood Reporter, ele falou sobre as dificuldades em produzir a série e uma cena que se arrependeu de cortar.

"A parte mais difícil para nós era o desejo constante de ser o mais preciso possível diante da realidade da nossa agenda e do nosso orçamento", disse Mazin.

Para que toda a história sobre a tragédia de 1986 coubesse nos cinco capítulos, Craig Mazin teve que abrir mão de algumas cenas. Uma delas, segundo o criador, teve que "sair por questão do tempo", mas ele adoraria incluir ela novamente na trama.

"No segundo episódio, há uma cena em que a personagem de Emily Watson visita um oficial do partido e ele basicamente diz que não há problema nenhum de contaminação".

Craig Mazin, criador de Chernobyl - Jeff Kravitz/FilmMagic for HBO
Craig Mazin, criador de Chernobyl
Imagem: Jeff Kravitz/FilmMagic for HBO

Segundo a entrevista, há uma cena após essa visita que teve que ser cortada.

"Ele está no telefone conversando com outros integrantes do partido tentando cancelar a parada de 1º de maio em Minsk por causa da contaminação no ar. E eles não deixam que ele faça isso. E ele não pode fazer nada a respeito e acaba marchando no evento", explicou.

"E isso é totalmente verdade. Kiev e Minsk tiveram paradas naquele feriado. Muitas pessoas, incluindo crianças, marcharam ali sem nenhuma pista de que estavam expostas à radiação que contaminou o ar poucos dias antes".

Filmes e séries