Topo

La Casa de Papel


Nem Casa da Moeda, nem Banco da Espanha: conheça os prédios reais de La Casa de Papel

Arcos externos dos Novos Ministérios, complexo de prédios do governo em Madri onde foram filmadas várias cenas da parte 3 de La Casa de Papel - Pavlemadrid/WikiCommons
Arcos externos dos Novos Ministérios, complexo de prédios do governo em Madri onde foram filmadas várias cenas da parte 3 de La Casa de Papel
Imagem: Pavlemadrid/WikiCommons

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

31/07/2019 04h00

Se você já viu todas as partes de La Casa de Papel, provavelmente achou que tinha conhecido a Casa da Moeda e o Banco da Espanha, os dois alvos dos assaltantes. Mas, na verdade, os prédios mostrados na série são o Conselho Superior de Investigações Científicas e os Novos Ministérios, ambos em Madri.

Nas partes 1 e 2 da série, o bando põe em prática um plano do Professor de invadir a Casa da Moeda da Espanha, fabricar muito dinheiro em espécie, e sair de lá milionários sem prejudicar ninguém. Na parte 3, que estreou no dia 19, a invasão é ao Banco da Espanha e o objetivo é negociar o resgate de Rio e levar o ouro que fica no subsolo da instituição mais respeitada do país.

Professor exibe maquete do Banco da Espanha para o grupo de ladrões em cena da parte 3 de La Casa de Papel - Divulgação/Netflix
Professor exibe maquete do Banco da Espanha para o grupo de ladrões em cena da parte 3 de La Casa de Papel
Imagem: Divulgação/Netflix

Mas por que não filmar nos locais reais?

"Por uma questão operacional. O edifício real da Casa da Moeda, por exemplo, está em uma via pública e estreita, que tornou muito difícil de filmar. Já o CSIC tem arquitetura semelhante e nos permitiu rodar em um espaço fechado para o tráfego, longe de tudo", explicou Álex Pina, criador de La Casa de Papel, em entrevista ao Guia Repsol.

Como a gravação funcionou assim nas partes 1 e 2, a equipe usou a mesma alternativa na parte 3, escolhendo a imponente fachada dos Novos Ministérios, que também fica em uma zona de segurança restrita ao público e, portanto, mais tranquila para as filmagens. Diferentemente do edifício principal do Banco da Espanha, que fica em uma rua bastante movimentada.

Casa da Moeda real

Fachada da Casa da Moeda da Espanha, em Madri - Carlos Delgado/WikiCommons
Fachada da Casa da Moeda da Espanha, em Madri
Imagem: Carlos Delgado/WikiCommons

A Casa da Moeda da Espanha funciona em dois edifícios vizinhos, que formam a "Real Casa de La Moneda". Um deles é um museu aberto ao público que reúne coleções de moedas, selos, bilhetes de loteria e o antigo maquinário usado na fabricação de papel-moeda. O local pode ser visitado gratuitamente de terça a sexta-feira das 10h às 17h30 e aos sábados, domingos e feriados das 10h às 14h15.

Onde fica: C/ Doctor Esquerdo nº 36 - 28009 Madri, Espanha

Casa da Moeda da série

Conselho Superior de Investigações Científicas em Madri, prédio usado como fachada da Casa da Moeda na série La Casa de Papel - Luis Garcia/WikiCommons
Conselho Superior de Investigações Científicas em Madri, prédio usado como fachada da Casa da Moeda na série La Casa de Papel
Imagem: Luis Garcia/WikiCommons

A Casa da Moeda mostrada nas partes 1 e 2 de La Casa de Papel é, na verdade, o prédio do Conselho Superior de Investigações Científicas, o maior órgão de investigação da Espanha e o terceiro maior da Europa. Por seu caráter oficial, o local fica em uma rua tranquila e é cercado por muros. O acesso é autorizado somente para pessoas identificadas. Curiosos são barrados por seguranças na entrada, que é fechada com cancelas. Só é possível observar o prédio através de uma grade na rua que dá uma visão parcial do prédio.

Onde fica: Calle Serrano, 117, 28010 Madri, Espanha

Local de onde é possível observar o prédio usado na gravação das partes 1 e 2 de La Casa de Papel - Reprodução/Google Street View
Local de onde é possível observar o prédio usado na gravação das partes 1 e 2 de La Casa de Papel
Imagem: Reprodução/Google Street View

Banco da Espanha real

Fachada do Banco da Espanha, em Madri - Luis Garcia/WikiCommons
Fachada do Banco da Espanha, em Madri
Imagem: Luis Garcia/WikiCommons

A sede do Banco da Espanha é um dos marcos da arquitetura espanhola do século 19. O edifício foi construído com o objetivo de exaltar a instituição dada a importância de suas funções. O banco ainda abriga uma vasta e importante coleção de pinturas, com trabalhos de Goya, Mengs, Maella e Vicente López, entre outros artistas. No entanto, o interior do edifício só pode ser visitado por grupos de escolas e universidades. O único espaço totalmente aberto ao público é o hall principal da instituição.

Onde fica: Calle de Alcalá, 48, 28014 Madri, Espanha

Banco da Espanha da série

Fachada dos Novos Ministérios, em Madri, prédio que representa o Banco da Espanha na terceira parte de La Casa de Papel - Zarateman/WikiCommons
Fachada dos Novos Ministérios, em Madri, prédio que representa o Banco da Espanha na terceira parte de La Casa de Papel
Imagem: Zarateman/WikiCommons

O exterior do Banco da Espanha mostrado na parte 3 da série é, na verdade, o complexo dos Novos Ministérios, em Madri. Assim como acontece com o Conselho Superior de Investigações Científicas, que emprestou sua fachada para a Casa da Moeda, os prédios são cercados por arcos e a entrada é controlada. Por ser uma área oficial do governo, o local é considerado zona de segurança. Já o interior do banco foi todo recriado em dois estúdios de 1.200 m² cada nos arredores de Madri.

Onde fica: 96 Paseo de la Castellana, Madri, Espanha

Visão aérea dos Novos Ministérios, em Madri, prédios que representam o Banco da Espanha na parte 3 de La Casa de Papel - Reprodução/Google Street View
Visão aérea dos Novos Ministérios, em Madri, prédios que representam o Banco da Espanha na parte 3 de La Casa de Papel
Imagem: Reprodução/Google Street View

La Casa de Papel