Topo

Simaria sobre tuberculose: "Não posso mais perder tantas noites de sono"

Simone e Simaria no The Noite - Lourival Ribeiro/SBT
Simone e Simaria no The Noite Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

26/07/2019 08h13

Simaria falou de sua recuperação após duas tuberculoses no programa The Noite, do SBT, exibido ontem. Ao lado da irmã Simone, a cantora disse que precisou reduzir a quantidade de shows e deixar a parceira cantando sozinha por meses para cumprir a agenda.

"Antes da minha doença fazíamos 25 shows, 28, 20, não dava conta de atender o Brasil inteiro se não tivesse um jato. Depois de tudo tive que baixar a quantidade de trabalho, porque tem a ver com imunidade, já não posso mais perder tantas noites de sono como eu perdia".

Foi preciso focar no tratamento. "É a segunda [tuberculose] que eu pego. Na primeira que eu tive, o médico não me orientou. Eu voltei pra estrada um mês depois tomando remédios fortíssimos e fazendo muito show... Estava com anemia, cheguei a 42kg", relata.

Para Simone, fazer shows sozinha não foi fácil. "Foram quase 5 meses. Chegou um momento que meu psicológico ficou abalado. Eu não sabia quando ela ia voltar para perto de mim, sentia angústia, muita tristeza, vazio, por mais que fosse elogiada e o Brasil inteiro me dando apoio. A falta dela me fazia muito mal e resolvi parar".

Realização

Elas se emocionam com o sucesso. "A gente cantava numa banda de forró e sonhava cantar algo que falasse de amor, mais tranquilas. Todo mundo falava 'essas meninas são boas demais'. Às vezes eu ia para a varanda do apartamento e me perguntava: 'porque não fazia sucesso ainda no Brasil inteiro?'. Ao mesmo tempo uma voz dizia 'vocês vão servir de exemplo para muitas outras'", recorda Simaria.

"Nós chegamos em lugares muito altos, já cantamos com Roberto Carlos, hoje a gente é técnica de um programa de TV com crianças [The Voice Kids]... Tudo o que a gente desejou, aconteceu na nossa história", completa Simone.

Sertanejo