Topo

Filmes e séries


Netflix altera cena de suicídio de 13 Reasons Why; saiba como ficou

Hannah (Katherine Langford) em cena de "13 Reasons Why", da Netflix - Divulgação/Netflix
Hannah (Katherine Langford) em cena de "13 Reasons Why", da Netflix Imagem: Divulgação/Netflix

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

16/07/2019 08h00

A Netflix anunciou hoje que alterou a cena do suicídio da personagem Hannah (Katherine Langford) na primeira temporada 13 Reasons Why. As imagens da morte da personagem geraram críticas desde a estreia da série, em 2017.

O anúncio foi feito nesta madrugada, com um comunicado postado no Twitter norte-americano da empresa de streaming, que também ficará responsável por tentar derrubar vídeos que sejam publicados com a cena original na internet.

Na cena que gerou polêmica, Hannah entra em uma banheira e corta os pulsos. É esse momento que foi editado pela Netflix. Agora a estudante aparece no banheiro, olhando fixamente no espelho, e posteriormente surge morta. O momento exato do suicídio foi cortado.

"Nós ouvimos de muitos jovens que 13 Reasons Why os encorajou a começar a conversar sobre suas dificuldades em relação a temas como depressão e suicídio e passaram a pedir ajuda - muitas vezes pela primeira vez. Enquanto nos preparamos para lançar a terceira temporada neste verão [do Hemisfério Norte], ficamos cientes do debate sobre a série", diz o comunicado.

"Então, com aconselhamento de especialistas médicos, entre eles Christine Moutier, médica-chefe da Fundação Americana de Prevenção ao Suicídio, nós decidimos, com o criador Brian Yorkey e os produtores de 13 Reasons Why, editar a cena em que Hannah tira a própria vida na temporada 1", encerra a nota.

Estudos divulgados em maio indicaram que os números de pessoas que tiraram suas próprias vidas nos Estados Unidos aumentaram após a estreia da série - ainda que não seja possível correlacionar diretamente o programa com as mortes.

"Nossa expectativa ao fazer 13 Reasons Why era colocar em uma série de TV uma história que ajudasse os jovens a se sentirem vistos e encorajados a ter empatia, como o livro que o inspirou fez antes de nós", disse Yorkey, o criador da série, em comunicado ao The Hollywood Reporter. "Nossa intenção criativa era dar um retrato da feia e dolorosa realidade do suicídio em um modo gráfico na primeira temporada, para contar a verdade sobre um ato tão horroroso, e garantir que ninguém gostaria de repeti-lo. Mas, conforme estamos para lançar a terceira temporada, tivemos preocupações. Nenhuma cena é mais importante que a vida da série e a mensagem que queremos passar é para que as pessoas cuidem umas das outras."