Topo

Game of Thrones


George R.R. Martin revela cinco segredos da derivada de Game of Thrones

Sansa, Bran e Arya Stark em cena de Game of Thrones - Divulgação
Sansa, Bran e Arya Stark em cena de Game of Thrones Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

09/07/2019 11h58

ATENÇÃO: Este texto contém spoilers de Game of Thrones. Não leia se não quiser saber o que acontece.

George R.R. Martin provocou os fãs com cinco pequenos detalhes da série derivada de Game of Thrones, que a HBO está preparando para 2020, em entrevista à Entertainment Weekly. O autor desenvolveu o spin-off ao lado da roteirista Jane Goldman (Kick-Ass).

Em primeiro lugar, Martin revelou que Westeros não será dividida em Sete Reinos, como estamos acostumados. Visto que a série se passa milhares de anos antes dos eventos de Game of Thrones, o continente terá uma quantidade bem maior de "subdivisões": em torno de 100!

"Quando Aegon [Targaryen] conquistou Westeros, já existiam sete reinos. Mas, se você olhar mais para trás na história do continente, chegamos a dez reinos, 12 reinos, até em torno de 100 reinos", comentou Martin. "São reinos muito mesquinhos".

Como sua segunda revelação, o autor garantiu que veremos uma das famílias mais famosas de Game of Thrones na derivada: os Stark. "Eles já existiam nessa época, definitivamente", disse. "Assim como os Caminhantes Brancos, e os lobos gigantes, e também mamutes".

Enquanto isso, Martin revelou também que os Lannister não farão parte da nova história. "Na época que abordamos, os Lannister ainda não existem. A família Casterly vive na fortaleza deles, o Rochedo Casterly", comentou.

Uma semelhança entre o spin-off e a Game of Thrones original é a ausência de protagonistas. "Eu não gosto dessa palavra", rejeitou Martin. "Em Game of Thrones, quase nunca tivemos atores concorrendo como protagonistas em premiações. É um elenco de verdade, ninguém é mais importante que os outros".

Por fim, o escritor falou sobre o título da série, que ainda não foi divulgado pela HBO. Martin já sugeriu que a série poderia se chamar The Long Night (A Longa Noite), mas tem uma nova ideia. "Eu ouvi alguém dizendo que o título poderia ser The Longest Night [A Noite mais Longa]. Eu aprovo", disse.

Game of Thrones