Topo

Se emocionou com AmarElo? Conheça as histórias por trás do clipe de Emicida

Tuany Nascimento, uma das personagens do clipe AmarElo, de Emicida - Reprodução/YouTube
Tuany Nascimento, uma das personagens do clipe AmarElo, de Emicida Imagem: Reprodução/YouTube

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

05/07/2019 13h06

Na semana passada, o rapper Emicida emocionou os fãs com o lançamento de AmarElo, sua parceria com Pabllo Vittar e Majur. Filmado no Morro do Alemão, no Rio de Janeiro, o clipe trouxe várias histórias da comunidade carioca, que são aprofundadas no vídeo de bastidores lançado hoje.

A primeira a se apresentar é Tuany Nascimento, professora de balé do projeto Na Ponta dos Pés. Depois, conhecemos figuras como Lu Costa (estilista e "costureira de raiz", como ela mesma diz), Jalmyr Vieira (advogado) e Ronald Yuri (dançarino), entre outros.

Após as apresentações, a história de cada um deles é relatada em suas próprias palavras. Tuany, por exemplo, testemunha sobre como "a realidade do favelado é o confronto constante entre policial e traficante", e como as aulas de balé acontecem em uma quadra de esportes pública enquanto um espaço melhor é construído.

Com sample de Belchior e letra inspirada nas obras do músico brasileiro, AmarElo manifesta a intenção de Emicida de trazer lutas diversas para a sua poesia. As duas parceiras do rapper na música, a drag queen Pabllo Vittar e a cantora não-binária Majur, fazem parte da comunidade LGBTQ+.

O single também dá nome ao novo disco de Emicida, que sai ainda neste ano.

Mais Rap nacional