PUBLICIDADE
Topo

Música


Emicida diz como conheceu Djavan e arranca risadas: "Foi desesperador"

Emicida participa do "Altas Horas" e revela como foi o encontro inusitado com Djavan na casa de Caetano Veloso - Reprodução/Globo
Emicida participa do "Altas Horas" e revela como foi o encontro inusitado com Djavan na casa de Caetano Veloso Imagem: Reprodução/Globo

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

09/12/2018 08h21

Emicida compartilhou com Serginho Groisman, os convidados e a plateia do "Altas Horas" como conheceu Djavan, que recebeu uma homenagem no programa deste sábado (8). O rapper definiu o primeiro encontro com músico como "desesperador". 

O momento inusitado vivido por Emicida aconteceu em viagem ao Rio de Janeiro em que ele acabou se hospedando na casa de Paula Lavigne e Caetano Veloso. 

"A porta estava entreaberta, eu fui andando... Cheguei na sala e estavam Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano e a Marisa Monte. Entrei e fui andando para trás. Nisso, esbarrei em alguém e o Djavan estava saindo do banheiro, 'licença, boa noite'", disse ele, arrancando risadas da plateia.  "A nata estava ali, o panteão. Todos os orixás da música brasileira", elogiou. 

Em sua homenagem, Emicida definiu Djavan como gênio e explicou: "O que define o gênio é quando ele tem a capacidade de elaborar um raciocínio complexo, apresentar para uma quantidade grande de pessoas e aquilo alcançar a emoção. Se transforma numa ideia simples. Todo mundo sobe um degrau porque nivela a cultura e a criatividade por cima". 

Ivete Sangalo, que participou do encontro, também se lembrou do primeiro encontro "oficial" com o ídolo da MPB. A cantora, que gravou seu DVD de 25 anos de carreira no sábado, em São Paulo, disse que foi em um show do músico em Salvador, quando ele a convidou para dividir o palco. 

Música