Topo

Game of Thrones


Ex-atriz pornô, a Shae de GoT ajuda a resgatar meninas que foram forçadas a casar

Sibel Kekilli em cena de Game of Thrones - Divulgação
Sibel Kekilli em cena de Game of Thrones Imagem: Divulgação

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

18/06/2019 04h00

"Sibel Kekilli é uma verdadeira heroína", escreveu George R.R. Martin, autor dos livros As Crônicas de Gelo e Fogo, que deram origem a Game of Thrones. Em seu blog oficial, o escritor fez um post para falar sobre a atriz que viveu Shae na série da HBO, que já fazia parte da ONG Terre Des Femmes, que auxilia mulheres vítimas de violência, e agora também está em um novo projeto chamado PAPATYA, que resgata meninas que são sequestradas e forçadas a se casar.

"Sibel tem usado verba do seu próprio bolso para comprar computadores para essas garotas, além de criar um site de aconselhamento online que oferece ajuda para quem precisa", escreveu o autor.

O autor elogiou a iniciativa da alemã. "Ela é mais do que uma atriz talentosa. Ela é uma pessoa do tipo gentil e bondosa também. Eu tenho orgulho em dizer que a conheço por ser uma mulher corajosa. Nesta era altamente politizada onde os famosos poderiam simplesmente ficar em silêncio e sorrir, Sibel nunca hesitou em falar o que pensa", escreveu.

Peter Dinklage e Sibel Kekilli em Game of Thrones - Divulgação
Peter Dinklage e Sibel Kekilli em Game of Thrones
Imagem: Divulgação

"Toda vez que ela fala, imediatamente vira alvo de abusos, ameaças de morte, xingamentos...E ela persiste mesmo assim", concluiu, Martin.

Uma das primeiras retaliações que Sibel vivenciou veio da sua própria família. No início de carreira, a atriz fez filmes pornográficos, o que fez com que seus pais rompessem relações com ela.

Por causa de seu ativismo em defesa das mulheres, a atriz recebeu uma onda de ataques e ameaças em seu Instagram em 2017.

A atriz fechou sua conta tornando-a privada e definiu seus agressores como "intolerantes e cheios de ódio".

Mais Game of Thrones