Topo

Andre Matos, ex-vocalista do Angra, será cremado em cerimônia fechada

Andre Matos no Rock in Rio 2013 - André Muzell/Agnews
Andre Matos no Rock in Rio 2013
Imagem: André Muzell/Agnews

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

09/06/2019 07h40Atualizada em 09/06/2019 11h55

A despedida de Andre Matos, ex-vocalista do Angra que morreu ontem aos 47 anos, será restrita aos familiares e amigos. Por questão de privacidade, a família preferiu não divulgar o local das cerimônias.

A primeira informação, divulgada através de uma nota oficial assinada por Rick Dalall, empresário do Shaman, banda formada por Andre após a saída do Angra, dizia que velório e enterro seriam fechados. Posteriormente, a família confirmou através da página oficial do músico que não faria velório e apenas uma cerimônia de cremação, atendendo a um desejo do próprio Andre.

"Contamos com a compreensão de todos os fãs que tem acompanhado e dado suporte durante toda a consagrada carreira do Andre, e agradecemos todas as palavras e homenagens de carinho durante todo este tempo, mesmo após este trágico acontecimento, mas agora é hora de preservar a dor e a privacidade da família e amigos próximos que querem ter seus últimos momentos a sós com ele para se despedirem pela última vez", diz a nota assinada pelo empresário do Shaman, que estava em turnê de reunião desde o ano passado.

O empresário também diz que a real causa da morte ainda não foi detectada, já que o corpo passará por autópsia.

Na nota da família, a causa da morte é apontada como parada cardíaca, assim como afirmaram amigos do artista ao UOL.

Vida dedicada ao metal

Relembre a trajetória musical de André Matos

UOL Entretenimento

Andre Matos começou a carreira ainda adolescente nos anos 80, com a banda Viper. Em 1991, fundou o Angra com seus amigos de faculdade, os guitarristas Rafael Bittencourt e André Linhares. Ele deixou o Angra em 2000, depois de desentendimentos com os empresários e com Rafael Bittencourt, que segue até hoje com a banda com outros integrantes.

Após deixar o Angra, ele fundou o Shaman ao lado do baixista Luis Mariutti e do baterista Ricardo Confessori, que também deixaram o Angra. A formação original durou até 2006, e, a partir de 2007, o vocalista seguiu em carreira solo.

Em 2018, o Shaman voltou com sua formação original para uma turnê comemorativa. A banda estava fazendo shows desde setembro do ano passado com Andre Matos nos vocais, Hugo Mariutti na guitarra, Luis Mariutti no baixo e Ricardo Confessori na bateria.

O Shaman tinha uma apresentação agendada em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, em 13 de julho, Dia Internacional do Rock.

Andre Matos - André Muzell/Agnews
Andre Matos
Imagem: André Muzell/Agnews

Mais Rock