Topo

Música


John Reid, o homem que seduziu Elton John e também está no filme do Queen

John Reid e Elton John em 1990; empresário foi determinante na construção da persona artística do cantor - Richard Young/Rex/Shutterstock
John Reid e Elton John em 1990; empresário foi determinante na construção da persona artística do cantor Imagem: Richard Young/Rex/Shutterstock

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

04/06/2019 04h00

Se existe um vilão em "Rocketman", cinebiografia de Elton John que estreou semana passada nos cinemas, é o personagem John Reid (Richard Madden), o empresário maquiavélico que seduz o cantor, tem um caso com ele e, no fim, deixa o artista à beira de um ataque de nervos.

Um dos mais bem-sucedidos "managers" do rock dos anos 1970, o escocês foi uma figura determinante no sucesso artístico de Elton John, incentivando suas loucuras, seu visual e suas performances. Espectadores mais atentos também devem ter notado sua presença em "Bohemian Rhapsody", interpretado por Aidan Gillen.

No filme do Queen, ele é incumbido pela gravadora EMI de cuidar da promissora carreira da banda em 1975, quando Freddie Mercury e se debruçavam na gravação de seu álbum mais aclamado, e acaba demitido pelo vocalista três anos depois, quando sugere a ele sair do grupo para se lançar em carreira solo.

Quem foi Reid

John Reid começou na música cedo, aos 18 anos. Em 1967, ele foi contratado como promoter da EMI. No ano seguinte, ainda na gravadora, ele passou a representar a histórica Motown no Reino Unido. Quatro anos mais tarde, abriria o próprio selo.

A parceria profissional com Elton, com quem se envolveu em um difícil e intenso relacionamento na primeira metade dos anos 1970, antes de o artista assumir sua sexualidade, durou de 1970 e 1998. Com o empresário, o cantor se tornou uma mina de ouro de sucessos e um dos maiores vendedores de discos de todos os tempos.

Em 1994, Reid, para-raios de polêmicas, ainda trabalharia com o famoso dançarino americano de dança irlandesa Michael Flatley. O artista precisou pagar uma multa de cerca de 1 milhão de libras para resolver um processo na Justiça movido pelo empresário, que reclamou descumprimento de cláusulas de rescisão.

Freddie Mercury e John Reid durante festa em 1977 - Richard Creamer/Michael Ochs Archives/Getty Images
Freddie Mercury e John Reid durante festa em 1977
Imagem: Richard Creamer/Michael Ochs Archives/Getty Images

Como ele e Elton se conheceram

Reid conheceu Elton John pouco antes de gravar seu primeiro disco solo, quando ainda respondia como Reg Dwight. O primeiro encontro aconteceu na Motown britânica. Eles se encontraram novamente em um show e, pela terceira vez, em São Francisco, em setembro de 1970, quando puderam enfim se conhecer melhor.

Em pouco tempo, eles já estavam morando juntos. No filme, os dois se conhecem em uma festa após o histórico primeiro show de Elton John no club Trobadour, em Los Angeles, quando já atuava com o letrista Bernie Taupin. A realidade é diferente: foi Reid que colocou John e Taupin em contato e o encorajou a usar trajes exóticos e seus icônicos óculos.

Se o roteiro de "Rocketman" fantasia e distorce diversas passagens reais, o motivo do rompimento amoroso do casal é mais fiel ao mostrado no filme. Reid era um homem extremamente promíscuo, enquanto Elton John sonhava com o primeiro relacionamento estável.

Elton John (Taron Egerton) e John Reid (Richard Madden) em cena de "Rocketman" - Reprodução
Elton John (Taron Egerton) e John Reid (Richard Madden) em cena de "Rocketman"
Imagem: Reprodução

Temperamento difícil

A relação entre Elton John e John Reid é descrita pela imprensa internacional e por muitas fontes como um "casamento". Eles continuaram partilhando vida pessoal e profissional mesmo após o rompimento em 1975. Reid, que em "Rocketman" chega a agredir fisicamente o cantor em uma cena, era de fato conhecido pelo pavio curto.

Uma reportagem de 1974 da revista "Rolling Stone" descreve o empresário como um pequeno -ele tem cerca de 1,70 cm-- e explosivo fusível. Ele se envolveu em vários episódios de agressão, principalmente a repórteres "indelicados". No mesmo ano, acabou preso por três semanas por socar um jornalista na Nova Zelândia.

O empresário John Reid e o cantor Elton John nos anos 1970 - Getty Images
O empresário John Reid e o cantor Elton John nos anos 1970
Imagem: Getty Images

Como terminou a parceria

De uma das piores formas possíveis: com escândalo. Em 1998, o jornal britânico The Daily Mirror publicou uma carta escrita pelos contadores de Elton John que detalhava os gastos absurdos de John Reid, que vinham causando um rombo milionário nas contas do artista.

Segundo divulgado na época, alguém vasculhou o lixo dos escritórios da John Reid Management e passou à imprensa os documentos confidenciais. Uma das parcerias mais bem-sucedidas do pop mundial não terminaria ali, mas nos tribunais.

Após Elton John acionar seus advogados, as partes chegaram a um acordo e Reid precisou devolver cerca de 3,4 milhões libras ao artista. Eles nunca mais teriam se falado depois disso.

Elton John e John Reid em 1988 - Getty Images
Elton John e John Reid em 1988
Imagem: Getty Images

Onde ele está agora?

Hoje com 69 anos, John Reid deixou de trabalhar como empresário em 1999 e, em 2005 e 2006, apareceu como jurado da primeira temporada da versão australiana do reality "X Factor", mantendo o temperamento intempestivo e protagonizando barracos nos bastidores.

Desde então, pouco se sabe sobre o multimilionário Reid. Segundo fontes do jornal The Telegraph, ele ainda estaria vivendo na Austrália, longe dos holofotes. Outros veículos já publicaram que polêmico escocês vive recluso em seu apartamento de US$ 7,7 milhões em Londres.

John Reid e Brian May, guitarrista do Queen, em foto de 2013 - Dave J Hogan/Getty Images
John Reid e Brian May, guitarrista do Queen, em foto de 2013
Imagem: Dave J Hogan/Getty Images