Topo

Terror

Tudo o que você precisa saber sobre filmes, séries e livros de horror


Vídeo de bastidores de "Brinquedo Assassino" mostra como equipe deu vida a Chucky

O boneco Chucky nas filmagens de "Brinquedo Assassino" - Reprodução/YouTube
O boneco Chucky nas filmagens de "Brinquedo Assassino" Imagem: Reprodução/YouTube

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

16/05/2019 14h53

Um novo vídeo do remake de "Brinquedo Assassino" faz os fãs mergulharem nos bastidores do filme de terror e descobrirem como o boneco Chucky ganhou vida. O longa-metragem chega em 25 de julho aos cinemas brasileiros.

Como o vídeo revela, a maioria das cenas de Chucky (que ganha a voz de Mark Hamill, o Luke de "Star Wars") foram feitas com ajuda mínima de efeitos especiais. Ao invés disso, vários modelos reais do boneco foram usados.

Os brinquedos são feitos de um esqueleto metálico, coberto por camadas de plástico, látex e espuma. O conjunto então é pintado e vestido para formar Chucky como o conhecemos. Os rostos dos bonecos são capazes de demonstrar diversas emoções, e apenas seus olhos são incrementados com efeitos especiais.

O vídeo também mostra o trabalho das pessoas que, fora da câmera, manipulam Chucky e permitem que ele faça os seus movimentos mais complexos. Enquanto explica o processo, a prévia revela várias cenas inéditas do novo "Brinquedo Assassino".

Ao contrário do Chucky original (dublado por Brad Dourif), que era possuído pelo espírito de um assassino em série, o novo protagonista é um boneco ultra tecnológico desenvolvido pela Kaslan Corporation, que logo revela ter propriedades mais sinistras.

O elenco conta com Aubrey Plaza ("Legion"), Gabriel Bateman ("Quando as Luzes se Apagam") e Bryan Tyree Henry ("Atlanta"), enquanto a direção ficou por conta de Lars Klevberg ("Polaroid").

A refilmagem marca um recomeço na linha do tempo da franquia, que ganhou seis continuações desde o lançamento do original, em 1988. Simultaneamente ao filme, o criador Don Mancini está desenvolvendo uma série de TV da franquia, esta sim ligada à cronologia original.

Mais Terror