Topo

Vingadores


Vingadores originais se reúnem, lembram Stan Lee e dão gostinho de "Ultimato"

Divulgação
Os seis Vingadores originais reunidos em arte de "Ultimato" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2019-04-10T13:51:57

10/04/2019 13h51

Com a estreia de "Vingadores: Ultimato" se aproximando, em 25 de abril, pouco sabemos de fato sobre a trama do filme da Marvel. O tema que parece se repetir durante as entrevistas com a equipe do longa, no entanto, é só um: este é o fim de uma era.

A revista "Entertainment Weekly" reuniu os seis atores que formaram o time original de super-heróis em "Os Vingadores" (2012), além do produtor Kevin Feige, para uma conversa final sobre o filme. A matéria descreve o encontro como "uma reunião com clima de despedida".

O primeiro tema da conversa, é claro, foram os temidos spoilers. "Eu vou ficar com estresse pós-traumático depois desta turnê de imprensa. Honestamente, é muito estressante. Eu fico deitada na minha cama, pensando em todas as revelações que quase deixei escapar", brincou Scarlett Johansson (Viúva Negra).

"Você acha que vai ter estresse pós-traumático? Você não sabe o que eu estou passando", rebateu Mark Ruffalo (Hulk). Com o passar dos anos, o ator se viu em meio a diversas polêmicas por sua tendência a soltar spoilers em entrevistas -- ele chegou a ser "demitido" da Marvel em uma das ocasiões.

Charley Gallay/Getty Images
Stan Lee participa da estreia de "Vingadores: Guerra Infinita" em Los Angeles Imagem: Charley Gallay/Getty Images

Lembranças de Stan

Outro assunto da conversa foi Stan Lee, o lendário quadrinista que ajudou a criar vários dos personagens clássicos da Marvel, e que morreu em novembro aos 95 anos de idade. Sempre presente nas filmagens de longas inspirados pelas HQs da editora, ele deixou sua marca em todos os atores.

"O Hulk é como o Hamlet da minha geração: todos os atores terão sua chance de interpretá-lo um dia", brincou Ruffalo, lembrando que o papel já foi de Eric Bana e Edward Norton. "Então, eu estava bem nervoso: 'Será que Stan vai gostar da minha versão?'".

"Eu não conheci Stan até o dia da pré-estreia de 'Os Vingadores'. Eu fui timidamente até ele e ele logo me disse: 'Oi! Você mandou bem, garoto'. Eu respondi: 'Aw, isso é incrível! Muito obrigado, Sr. Lee'", completou o ator.

Chris Hemsworth creditou Lee como o responsável por sua abordagem mais descontraída do Thor nos filmes mais recentes do herói. "Ele tinha uma empolgação infantil. Se você quisesse falar sobre o significado mais profundo dos heróis, ele dizia: 'Não, eu só estou contando uma história e me divertindo'", comentou.

"É claro que existe algo mais profundo, uma mensagem, e ele conseguiu passá-la tão lindamente. Ao mesmo tempo, esta natureza infantil dele me fez pensar: 'Ah, ótimo, nós podemos ser crianças para sempre'. Ele era o exemplo perfeito disso", disse ainda.

"Era incrível como Stan sabia o que dizer a cada pessoa", completou Kevin Feige. "Todas as interações que ele tinha com alguém eram perfeitas, ele realizava o sonho que cada um tinha de como seria o seu primeiro encontro com Stan".

Divulgação
Robert Downey Jr., Chris Evans, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Mark Ruffalo e Chris Hemsworth em cena em "Os Vingadores" (2012) Imagem: Divulgação

Mais de uma década de heróis

O grupo de atores, por fim, refletiu sobre o legado do universo cinematográfico Marvel, de "Homem de Ferro" (2008) até "Vingadores: Ultimato". "Conscientemente ou não, Kevin nos colocou em uma posição na qual vivemos a nossa vida olhando uns aos outros nos olhos", refletiu Robert Downey Jr. (Homem de Ferro).

"Nós atuamos em grandes momentos juntos, nos metemos em apuros juntos, salvamos uns aos outros, nos preocupamos uns com os outros. A pequenez das nossas vidas é uma constante em meio a esta gigantesca franquia. É impossível não se sentir mais humilde depois de passar por isso", completou.

"Às vezes, você interpreta personagens que são realmente exaustivos, e você mal pode esperar para terminar tudo. Outras vezes, você mal pode esperar para voltar. Esta é a parte divertida disso", comentou Chris Evans (Capitão América).

"Da mesma forma como todas as pessoas nesta mesa se tornaram amigos para mim, o personagem se torna um amigo também", disse ainda. "Eu sempre me impressiono com a habilidade que Kevin teve ao criar esta incrível tapeçaria de narrativas".

"Eu não acho que vai acontecer de novo. Eu não acho que alguém tem a habilidade de lançar tantos foguetes, com o passar dos anos, e depois explodi-los todos de uma vez. O planejamento, o cuidado, a sutileza disso é incrível", completou.

Mais Vingadores